NotíciasVisitas: Contador de Visitas 
OS SACOS AÉREOS DOS POMBOS TAMBÉM ADOECEM 2011-11-06

OS SACOS AÉREOS DOS POMBOS TAMBÉM ADOECEM

Entre os Vertebrados são as Aves que possuem o sistema Respiratório mais eficaz, apesar de os seus Pulmões serem pouco desenvolvidos.

São os Sacos Aéreos os grandes responsáveis por esta diminuição Pulmonar. Não existe permuta gasosa ao nível dos Sacos Aéreos cuja parede é, contudo, muito fina, mas os Sacos Aéreos obrigam com que o Ar respirado passe duas vezes pelos Pulmões, o que permite cada vez que o Oxigénio passe no Sangue possa descarregar o Anidrido Carbónico.

 Na respiração o Ar exterior entra na Traqueia, nos Brônquicos e nas suas ramificações, depois na fina rede dos Pulmões, aqui existe a “1ª permuta gasosa”. O ar passa seguidamente nos Sacos Aéreos, na expiração, e o caminho é percorrido em sentido inverso e existe uma “2ª permuta gasosa”. Os Sacos Aéreos também desempenham outras funções importantes, principalmente na regulação térmica.

Quando nós temos muito calor e transpiramos, a evaporação da transpiração ocasionará uma diminuição da temperatura. Muitos Animais não possuem as Glândulas Sudoríparas, as que permitem a transpiração e não possuem portanto esse mecanismo, como já expliquei em artigos anteriores, será o caso dos cães, que o sistema é idêntico ao das Aves no geral. Estes Animais solucionaram o problema duma outra forma, quando têm muito calor, a respiração é mais rápida e superficial, esta respiração permite que o excedente de calor seja evacuado.

Baseia-se no princípio que a grande quantidade de Ar inalado, vai durante a sua passagem pelo sistema Respiratório carregar-se de vapor de Água, e portanto ao mesmo tempo cortar o calor. A regulação térmica é um problema particularmente importante para os Pombos na altura dos Concursos rápidos e não só, pelo menos no Verão (será aqui que os Sacos Aéreos intervêm) servindo como um ventilador refrescando a parte interna do Pombo transformando o Oxigénio em Humidade.

Os Sacos Aéreos desempenham ainda outras funções específicas, mas para o Columbófilo ficar a conhecer a sua localização é necessário primeiro dizer algumas palavras sobre estes: Estão localizados na cavidade Abdominal dois grandes Sacos Aéreos: quatro na cavidade Torácica, um que ocupa uma posição anterior na cavidade Torácica: na realidade os dois Sacos laterais estão interligados num só numa linha mediana. Este último apresenta diverticulos, apêndices ocos, sem saída, entre os Músculos Peitorais e os Ossos. Depois existem mais dois Sacos Aéreos que passam ao longo do pescoço e que penetram mesmo nas Vértebras Cervicais, estes últimos têm um diverticulo em volta do aparelho fonador do Pombo que será um sítio localizado na Traqueia que permite a emissão de Ruídos estranhos como (pieira, gôgo) quando infectados, estes ficam Semi- Rígidos, e não na totalidade.

Os Sacos Aéreos situados na cavidade Torácica e Abdominal têm manifestamente uma função protectora principalmente em relação ao seu papel de isolante dos Órgãos internos contra o frio.

Estes podem apresentar diversas alterações, podem repentinamente perder a sua flexibilidade e tornarem-se Rígidos e formar uma lesão, isto acontece com muita frequência nos primeiros voos á volta do Pombal, em que o esforço por vezes será maior que o previsto, e existe uma rotura interna nos Sacos Aéreos Peitorais com entrada de Ácido Láctico, e Ácido Úrico em que o Pombo sente uma forte DOR, e depois FEBRE, fica muito queixoso, não querendo Voar á volta do Pombal, ou deixando cair uma das Asas, por vezes nem sequer consegue voar para o poleiro, e quando voa este será desequilibrado e chocho por vezes fugindo para os cantos do mesmo Pombal. Esta será a única maneira do pombo mostrar ao Columbófilo que não está bem, e isto acontece normalmente aos Pombos Adultos, mas também nos Borrachos, no inicio dos voos á volta da porta (Pombal), quando um esforço maior.

Também pode acontecer que o Pombo com esta Inflamação não emite para o exterior qualquer som ou ruído, mas apresenta um inchaço no Saco Aéreo Peitoral, devido á entrada de Ar nos Tecidos Subcutâneos, o que por vezes o Columbófilo menos experiente, pensa logo que tem Salmonelas ou Paratifose nos seus Pombos. Não, caros amigos, nada disso, todos os Anos isto acontece em centenas de Pombais, mas nada de dar Antibióticos, porque o tratamento justo e adequado a esta recuperação será: DESCANSO, durante 10 a 12 dias, depois será o próprio Pombo que nos vai dizer quando quer voar, porque este começa por exercitar as Asas e o voo na zona onde está fechado, e aqui sim, será o grande sinal de uma boa recuperação e pronto para as viagens, mas lentamente e progressivamente.

Para que situações destas não possam acontecer com frequência, teremos que ter o devido cuidado e aconselhar os Srs. Columbófilos que antes de começar a exercitar os Pombos á volta do Pombal, será conveniente, e de todo interesse antes de mais, fazer um preventivo de 4 dias seguidos com o STRIDE-t. r. m – que será uma Glucosamine + Condroitina + Enxofre ( bio-disponível) para que, não exista rigidez profunda dos Sacos Aéreos, e recuperar a Matriz das Cartilagens Articulares, visto que vamos entrar na Campanha Desportiva.

Se por acaso já existir algum caso pontual, não pode haver precipitação do Columbófilo, e fazer todo trabalho nas devidas condições.

1º Colocar o Pombo num local isolado e sossegado de maneira que não possa voar (cacifo).

2º Aplicar na água de bebida um Anti-Inflamatório, que muitos e bons existem no mercado, para combater a Febre e a Inflamação interna dos, Sacos Aéreos. Ao mesmo tempo e na mesma água colocar o STRIDE-t.r.m durante 7 dias consecutivos. O DESCANSO será imprescindível nestas situações, como já o disse atrás, para uma óptima recuperação e toda a situação fica sobre controlo, com Pombos aptos para o desempenho das suas funções.

Assim acontece nos atletas da alta competição, quando sofrem as complicadas roturas Musculares: Descanso total, e Anti- Inflamatórios acompanhado do medicamento Sulfato Glucosamina para Humanos, com massagens e choques de Infra–Vermelhos.

Por vezes também acontece outro fenómeno nos Sacos Aéreos, estes adoecerem por excesso de Fungos (bolores) que se localizam na parte Pulmonar, ou seja na membrana que envolve o Pulmão (sendo de seu nome Pleurose) aqui sim, existe um pequeno ruído na Respiração do Pombo em que estes órgãos ficam infectados e de uma cor Amarelo Esverdeado, o que se pode pensar de uma Aspergilose o que não será muito frequente nos nossos Pombos, a não ser que estejam em Pombais com excesso de Pombos, ou em zonas muito húmidas, o que se torna muito difícil o tratamento desta Doença, a não ser através de injectáveis, e feito individualmente Pombo por Pombo.

Convém igualmente saber que os Sacos Aéreos não são bem visíveis, a não ser quando existe uma Inflamação, ou uma rotura Muscular, com entrada de Ar Subcutânea e então, alguns destes, entram em rigidez profunda, o que ocasiona uma espessura e um engrossamento na parte Abdominal e Peitoral do Pombo o que será preciso ter uma certa experiência para localizar e detectar a própria LESÃO, rotura Peitoral.

Vamos recapitular toda a situação: Antes de começar a exercitar os seus Pombos á volta da porta deve fazer um preventivo de 4 dias seguidos com STRIDE-T-R-M-: Dose: 2 gr +/- 1 colher de chá do produto por 1 litro de água de bebida, de manhã e tarde, para que não exista as tais roturas Musculares tão frequentes nos Pombos, no inicio da Campanha Desportiva, o que será muito desagradável.

NOTA: Aconselho todos os Columbófilos a Vacinarem os seus Pombos no inicio de época Desportiva, contra as Doenças e problemas do foro Respiratório.

Mais uma vez com este meu artigo penso ter ajudado e colaborado na evolução dos Columbófilos, pelo menos os mais JOVENS que são o futuro da Columbofilia Moderna. Ensinando sempre com Honestidade, Trabalho, Humildade e Respeito pelos Columbófilos, sempre ao vosso dispor para qualquer informação, este sempre amigo e (Mestre).