José Carlos Almeida Rosa

 NotíciasVisitas: Contador de Visitas 
MUDANÇA DE LOCAL DA ALDEIA COLUMBÓFILA DE VILA FRANCA DE XIRA !!! 07-04-2008

COLUMBÓFILOS DE VILA FRANCA DE XIRA NÃO ADMITEM MUDAR A LOCALIZAÇÃO DOS POMBAIS !!!

A aldeia columbófila foi instalada naquele local há sete anos para estar longe das zonas habitacionais, mas entretanto foi licenciada uma urbanização ali mesmo ao lado dos pombais.


A CDU propôs à Câmara Municipal de Vila Franca de Xira que reanalise a localização da aldeia columbófila, instalada junto à Escola Secundária Alves Redol, em Vila Franca de Xira, há mais de sete anos. A aldeia columbófila reúne os pombais de nove columbófilos da freguesia de Vila Franca de Xira, num total de cerca de mil pombos. Antes da construção desta aldeia, os columbófilos tinham os pombos em pombais construídos nas próprias casas.

 O objectivo da aldeia columbófila é criar uma comunidade de pombos e distanciá-los da população da cidade. No entanto, a construção de uma urbanização de grande envergadura junto à aldeia columbófila leva agora a que a CDU proponha que seja encontrada uma alternativa à actual localização dos pombais, para que não se corra o risco de uma ameaça à saúde pública.

O vereador da CDU José Francisco Santos, que na última reunião do executivo municipal levantou o problema, enumerou uma série de doenças que podem advir do contacto com os pombos e ter consequências tão graves como a cegueira, o aborto ou até a morte.

Pedro Bernardo tem 75 anos e desde os 12 que tem pombos. A localização da aldeia não é a que mais agrada a este columbófilo uma vez que reside no Bom Retiro mas, ainda assim, Pedro Bernardo reconhece que, nos actuais pombais, tem melhores condições do que aquelas em que viviam os seus 120 pombos, em sua casa. “Os pombais aqui são melhores mas lá tinha as coisas ao meu jeito”, opina, insatisfeito. Segundo Pedro Bernardo, quando mudou os seus pombos para o pombal da aldeia columbófila foi-lhe dito que nada seria construído à volta dos pombais. “Seis meses depois, chegaram as máquinas. Até fiquei parvo”, recorda. Apesar de nem tudo estar ao seu gosto, o columbófilo não concorda que a aldeia deve ser transferida para outro local.

A mesma opinião é partilhada por Manuel Pinto da Costa, que há dois anos trouxe os seus cerca de 150 pombos para a aldeia. “Nós já aqui estávamos primeiro”, sublinha. Para Manuel Pinto da Costa, os columbófilos não devem ser obrigados a mudar de lugar por a câmara ter aprovado a construção de uma urbanização junto ao espaço. Para este columbófilo vilafranquense, a aldeia tem todas as condições para albergar os seus pombos. Há apenas um problema. Os pinheiros bravos plantados junto à aldeia já provocaram a morte a vários pombos que bateram nas árvores. “Já pedimos à câmara para tratar do assunto mas até agora nada”, refere.

Na última reunião, a presidente da câmara registou as preocupações do vereador da CDU, mas não anunciou nenhuma resolução. Maria da Luz Rosinha considerou que se trata de um processo complicado porque a “lei protege mais os pombos que as pessoas”.

 

   MUDANÇA DE LOCAL DA ALDEIA COLUMBÓFILA (V.F. DE XIRA)     

A propósito da proposta de mudança de local da aldeia columbófila de Vila Franca de Xira, actualmente junto à Escola Secundária Alves Redol, a Federação Portuguesa de Columbofilia solicita que seja publicado o seguinte esclarecimento. 

Mudar uma colónia de pombos-correio para um outro pombal é um acto que não se coaduna com a boa prática da columbofilia: de facto, os pombos-correio têm um instinto muito forte para regressar ao pombal onde nasceram ou onde foram criados, de tal modo que é quase impossível mudar pombos adultos sem perdas significativas.

O facto de existirem pombais perto de casas de habitação é perfeitamente aceite em outros países da Europa, alguns com uma densidade populacional muito superior à de Portugal nomeadamente na Holanda e na Bélgica.

Vale a pena sublinhar que o pombo-correio, ao contrário do pombo da cidade, vive em condições muito particulares que o tornam uma ave absolutamente segura em termos de saúde pública. De facto, permanece no seu pombal separado de outras espécies avícolas. Além disso, como atleta de alta competição, é submetido a um conjunto de cuidados permanentes, tais como uma alimentação adequada, um acompanhamento médico-sanitário regular, um plano de vacinação obrigatória e medidas de higiene e salubridade irrepreensíveis.

É neste âmbito de grande auto-disciplina e rigor higio-sanitário que, no plano desportivo, Portugal tem conquistado inúmeros títulos a nível internacional, nomeadamente, sagrando-se campeão olímpico por diversas vezes. Pelos seus diversos contributos para a humanidade foi conferido pelo Estado português, ao pombo - correio, o estatuto de Utilidade Pública.

No que diz respeito às zoonoses eventualmente transmissíveis do pombo-correio para o Homem, o Gabinete Veterinário da FPC dispõe duma Pesquisa Técnica que se relaciona especificamente com aquele assunto. A pesquisa referida, baseada na literatura científica e regularmente actualizada, analisa uma a uma as doenças do pombo-correio e as suas eventuais consequências sanitárias para as pessoas. Podemos concluir que o pombo-correio é um dos animais domésticos menos perigosos para o Homem.

Finalmente, em relação com a recente crise da Gripe Aviaria e na luz das declarações provenientes da Direcção Geral de Veterinária e da Ordem dos Médicos Veterinários e das investigações de Van den Berg (Bruxelas - Belgica) e Klopfleisch (Riemst - Alemanha), o estatuto sanitário do pombo-correio ficou inalterado, isto é, a prática e experiências recentes (2006) permitem considerar o pombo-correio como sendo bastante resistente ou no mínimo muito pouco susceptível à influenza aviar e desta forma não constituir um perigo para a saúde humana. Não lhe é atribuído qualquer papel de relevo na proliferação e ou transmissão da referida doença.

Dr. Marc Ryon - Gabinete Veterinário da FPC


POMBAL NA ALDEIA COLUMBÓFILA DE VILA FRANCA DE XIRA  
COLUMBÓFILOS JORGE & RUFINO

 
POMBAL NA ALDEIA COLUMBÓFILA DE VILA FRANCA DE XIRA  
POMBAL DA ESQUERDA PERTENCE A CARLOS SILVA E O DA DIREITA DO BALÉ


POMBAL NA ALDEIA COLUMBÓFILA DE VILA FRANCA DE XIRA
COLUMBÓFILO MANUEL LÚCIO

 
POMBAL NA ALDEIA COLUMBÓFILA DE VILA FRANCA DE XIRA 
COLUMBÓFILO CARLOS SILVA