José Carlos Almeida Rosa

 NotíciasVisitas: Contador de Visitas 
PROGRAMA COLUMBÓFILO NA RÁDIO CLUBE DA FEIRA 24-11-2009

A PAIXÃO PELA COLUMBÓFILIA

PROGRAMA COLUMBÓFILO NA RÁDIO CLUBE DA FEIRA - SANTA MARIA DA FEIRA - AVEIRO

Em cada terça-feira há duas horas de Columbófilia na RCF, a partir das 21horas (104.7 FM)

 

24 Novembro 2009

De Rossas para o mundo mágico da Columbofilia

Dinis Silva : o aniversariante

 Integra a vila de Arouca e, consequentemente, a região de Terras de Santa Maria.

 A Secção Columbófila Unidos de Rossas esteve em destaque, esta terça-feira na RCF, no programa Nação Columbófila, com apresentação de Vítor Pereira e do aniversariante Dinis Silva.

 Jorge Daniel, presidente da instituição arouquense, Eduardo Oliveira, tesoureiro da Secção Columbófila Unidos de Rossas, e Miguel Silva, presidente do conselho técnico, sublinharam as carências da associação, para além do balanço da última época desportiva.

 Com cerca de 16 quilómetros quadrados de superfície e situada a seis quilómetros de Arouca, a cujo Concelho pertence e do qual é uma das vinte freguesias, Rossas situa-se numa encruzilhada de rios e caminhos.

 Aqui se encontram as estradas nacionais 326 e 224 e o rio Arda recebe o Urtigosa, cujas águas, assim juntas, se dirigem ao rio Douro e ao mar.

 No centro de Rossas a capela de nossa Senhora do Campo. Coroando um pequeno outeiro, empresta e infunde um sentido religioso a toda a paisagem.

 A freguesia desdobra-se em volta dessa capela, descendo em terra fértil e verdejante, subindo depois em campos socalcados e finalmente em montes e montanhas que lhe fecham os horizontes.

 Faz fronteira, no mesmo concelho, com as freguesias de Santa Marinha de Tropeço, Várzea, S. Miguel de Ûrro, Chave e Cepelos (do concelho de Vale de Cambra).

 É composta pelos seguintes lugares: Alagoa, Baladia, Barroca, Bouça Vedra, Cabo, Camarão, Comenda, Cardenha, Carreiros, Carvalheiros, Carvoeiro, Cavada, Corregato, Costa, Devesa, Eidim, Felgueira, Fonte, Fontela, Junqueira, Lomba, Martinho, Outeiro, Parcearia, Paço, Passal, Penedo, Pé da Cruz, Pinhal, Portela, Povoa, Provezende, Quebrada, Regadas, Ribes, Saril, Senras, Sequeiros, Seixal, Sibanas, Sinja, Silveiros, Souto, Sub-Rêgo, Telarda, Terçoso, Torneiro, Travessa, Trigal, Vale, Vale do Rodízio, Varziela, Vila Coval e Zendo.

 Integrada no concelho de Arouca, distrito de Aveiro, a freguesia de Rossas está localizada a cerca de 6 km da sede concelhia, o seu orago é a Nossa Senhora da Conceição, no entanto, uma outra celebração reúne bastantes fiéis, trata-se da festa de Nossa Senhora do Campo, realizada no segundo domingo de Agosto.

 

17 Novembro 2009

Encontro de gerações na Columbófila de Vale de Cambra

 Colocam o convívio acima dos prémios dados aos columbófilos. José Rebelo, presidente da Sociedade Columbófila de Vale de Cambra, e Samuel Costa, tesoureiro da referida instituição de Terras de Santa Maria, foram os convidados de Nação Columbófila, na RCF esta terça-feira, com apresentação de Vítor Pereira e técnica de Dinis Silva, da Fonte Seca para o mundo desportivo.

 O Desporto Columbófilo, começou a ser praticado em Vale de Cambra, por volta de 1940, através de um grupo de  amigos que já possuíam pombos correios anilhado.

 Aos fins-de-semana, encontravam-se para conversar, um pouco, sobre as suas origens e dos resultados que obtiam, quando os soltavam de um sitio.

 Por via disso, começaram a fazer as primeiras soltas em conjunto e apostas para ver quem tinha os melhores pombos, ficando cada um no seu pombal há espera que eles fossem chegando, para os levar numa correria louca a pé, para um local previamente combinado, para se comprovar a hora de chegada de cada um, e apurar o respectivo vencedor.

 Depois disso, o entusiasmo que começou haver por este tipo de prática desportiva. 

 O gosto pelos pombos foi aumentando, de tal modo, que rapidamente se criou uma comissão liderada por Rodrigo Oliveira de Salgueiros.

 Hoje, a sociedade valecambrense continua a conseguir bons resultados, mas para os seus responsáveis o fundamental são "os momentos que passamos juntos, o desportivismo, as amizades que se conseguem neste desporto fabuloso", afiançam.

                                                                                                                                                                

10 Novembro 2009

Gaia, Estarreja, Feira e Azeméis unidos pelas mulheres columbófilas

 O papel da mulher no "mundo mágico da Columbofilia. A relevância de um trabalho que, tantas vezes, faz toda a diferença e a paixão pela modalidade que arrasta milhares pelo país".

 O programa "Nação Columbófila", apresentado por Vítor Pereira e Dinis Silva, chamou casos de sucesso de mulheres columbófilas, não só em termos desportivos, mas também em lojas da especialidade e pelo papel importante que têm na promoção das sociedades no distrito de Aveiro e na Grande Área Metropolitana do Porto.

 As dificuldades, os propósitos, as horas que se dedicam à modalidade, o percurso evolutivo, foram alguns dos temas em foco, com a presença em estúdio de Carla Sofia, da Sociedade Columbófila Unidos de Travanca, concelho de Oliveira de Azeméis, Marta Pinho, da Sociedade Columbófila de Estarreja, e Ana Riscas, da Sociedade Columbófila de Vilar do Paraíso, Vila Nova de Gaia.

 "A Columbofilia está no sangue, é uma paixão. Sigo as pisadas do meu pai e existe uma ideia errada que os jovens e as mulheres não acompanham a modalidade. Lanço o desafio para que experimentem e verão que não conseguem deixar, mais, a modalidade. É viciante, sem ponta de dúvida", afirmaram na RCF.

A introdução da Nação Columbófila (áudio 1), a segunda parte da valorização da mulher na modalidade (áudio 2) e as convicções finais (áudio 3) estão à distância de um clique.

 

07 Novembro 2009

Gala da Associação de Aveiro com mais de 200 columbófilos

 A distinção a quem mais se evidenciou, mas a certeza de que todos são cruciais para o desenvolvimento da Columbofilia, no distrito de Aveiro e no país.

 A partir da vila de Cucujães, foi dado mais um exemplo de paixão pela modalidade, com a realização da Gala da Associação Columbófila de Aveiro, no último sábado (07/11/2009).

 Mais de 200 columbófilos marcaram presença em ocasião de grande fulgor da referida instituição.

 José Tereso, presidente da Federação Portuguesa de Columbófilia, elogiou a iniciativa e a capacidade de divulgação da modalidade, demonstrada pela Rádio Clube da Feira, com os repórteres Vítor Pereira e Dinis Silva. "A RCF está a fazer um grande trabalho pela Columbófilia e tem um papel determinante", afirmou.
 

03 Novembro 2009

De Carregosa para o mundo apaixonante da Columbofilia

 Tudo começou em 1960, com a designação de Sociedade Columbófila de Carregosa, no concelho de Oliveira de Azeméis.

 "Levavam as pombas a Cesar, a um espaço marcante na região, à loja do sr. Laurentino. Uns anos mais tarde, surgiu a Associação Columbófila de Carregosa, e assim ficou até aos dias de hoje", recordam os actuais responsáveis da instituição da vila de Carregosa.

 Leonel Almeida, presidente da direcção, e José Tavares, representante máximo dos associados como líder da Assembleia-Geral da associação carregosense, foram os convidados do programa "Nação Columbófila", com apresentação de Vítor Pereira e Dinis Silva, na RCF.

 A ocasião ficou, ainda, marcada pela entrevista a António Ramalho, presidente da Associação Columbófila de Aveiro, a propósito da Gala que será efectuada pela instituição aveirense, este sábado (07 Novembro 2009).

  Os resultados, as ambições, os encestamentos, o número de columbófilos que particiaram na época desportiva foram alguns dos assuntos abordados, ainda antes de um programa inédito, já na próxima terça-feira, totalmente voltado para as mulheres na Columbofilia. O seu papel, as necessidades, as dificuldades sentidas no feminino, para realçar em Nação Columbófila, a partir das 21horas.

 Clique em áudio 1, áudio 2, áudio 3 e áudio 4 e aceda ao programa que destacou a Associação Columbófila de Carregosa, uma das vilas mais progressivas e dinâmicas de Oliveira de Azeméis, um palco de história e de movimento associativo, onde desponta, também, a Juventude Desportiva Carregosense.

 

27 Outubro 2009

(Vilar do) Paraíso da Columbofilia, com espírito de equipa

 Trata-se da maior sociedade columbófila do distrito do Porto.

 Vilar do Paraíso é um exemplo para a região, em modalidade que movimenta milhares e desperta paixões, em Vila Nova de Gaia, Santa Maria da Feira, Porto, entre outras localidades.

 Sempre com espírito de equipa, a Sociedade Columbófila de Vilar do Paraíso é "grande, com o decisivo contributo de muitos amadores e de todos os que têm servido a instituição gaiense", afirma José Tavares, presidente da Assembleia-Geral.

 Em Nação Columbófila, da Rádio Clube da Feira, Vasco Pereira, director da sociedade de Vilar do Paraíso, reforçou o desafio a quem gosta de Columbofilia.

 "Estamos numa região considerável, com muitas tradições, e seria importante chamar mais pessoas para a modalidade, porque é lindíssima. Temos uma associação que tem as portas abertas. Apareçam", convida o referido responsável.

 Vítor Pereira, apresentador de Nação Columbófila, anunciou para 10 de Novembro o primeiro programa do país, só com mulheres columbófilas.

 Será a partir das 21horas, com testemunhos de "verdadeiras heroínas das Terras de Santa Maria", garante.

 Para mais tarde ficará "o primeiro fórum columbófilo, em que os ouvintes poderão interagir com os convidados em estúdio.

 Será uma forma de todos os praticantes pelo país e o mundo poderem falar desta paixão, com milhares de seguidores", releva Vítor Pereira.

 

20 Outubro 2009

Azeméis é considerada uma escola de Columbofilia

São muitos anos dedicados a uma modalidade de paixões, também em Terras de Santa Maria. Logo após a 2. Guerra Mundial, 1947 marcou o ponto de partida da Associação Columbófila de Azeméis.

Na ocasião, a colectividade pertencia ao distrito de Coimbra. Mais tarde passaria para Aveiro, depois da ousadia de 11 columbófilos que cerraram fileiras e avançaram com um projecto que chegou a ter mais 80 columbófilos, de vários concelhos.

Artur Costa, hoje líder da Assembleia-Geral da referida instituição oliveirense, não esquece o esforço de muita gente que "tornou possível que a nossa associação tivesse atingido um nível muito elevado na Columbofilia. Somos uma verdadeira escola da modalidade, porque daqui sairam vários elementos para outras instituições. Aprenderam em Azeméis", disse Artur Costa, na Rádio Clube da Feira.

No programa que é voltado para as sociedades columbófilas, em cada terça-feira a partir das 21horas, estiveram, ainda, presentes: Miguel Almeida, presidente da direcção da Associação de Azeméis, à semelhança de Hugo Oliveira, tesoureiro da colectividade.

Vítor Pereira, responsável por um programa único na região, anunciou a intenção de realizar um "Fórum Columbófilo a 3 de Novembro, com a participação dos ouvintes em directo,  e a 10 de Novembro um programa unicamente voltado para as mulheres columbófilas".

 

13 Outubro 2009

Uma década da Sociedade Columbófila Unidos de Travanca

 

 As dificuldades económicas e a necessidade de atrair mais jovens para a columbofilia foram mais uma vez discutidos no programa Nação Columbófila, da Rádio Clube da Feira, que teve esta noite Pedro Pires, presidente da Sociedade Columbófila Unidos de Travanca (SCUT), Oliveira de Azeméis, como convidado.

 Com cerca de 10 anos, já possui sede própria e meios físicos e humanos que permitem proporcionar as melhores condições aos seus associados para a prática da modalidade número dois a nível de competidores (columbófilos), apenas ultrapassada pelo desporto rei.

 Entre centenas de concorrentes em alguns concursos, torna-se difícil levar de vencidos os adversários, mas, embora ainda não exista uma fórmula assertiva para o sucesso, o responsável pela SCUT defende que "ter uma boa colónia e bons pombos" são os ingredientes certos para alcançar a vitória, acrescentando que não interessa ter muitos animais, desde que os que se tenham "sejam bons", conclui.

  

12 Outubro 2009

Columbófilos lourosenses condecorados

Antigos e novos campeões estiveram reunidos no almoço-convívio onde foram condecorados os vencedores da temporada transacta, da Sociedade Columbófila de Lourosa numa altra em que se ultimam os pormenores para a nova época enquanto os futuros atletas passam pela "muda da pena" que antecede o início desportivo.

Entre desportistas debateram-se estratégias de competição e trocaram-se ideias para melhorar as prestações. A opção de filmar as soltas, crescentemente utilizada pelas sociedades nos diversos concursos, voltou a ser relevada, apesar de já reunir maior consenso, contrariamente ao que era opinião aquando da sua aplicação inicial.

A cerimónia decorreu no restaurante Flor do Bolhão, em Lourosa, no passado sábado, dia 10.

 

06 Outubro 2009

Sociedade Columbófila Pinheirense dos 16 aos 77 anos

 

 As dificuldades de ser columbófilo, o futuro e o passado da modalidade e da Sociedade Columbófila Pinheirense (SCP), de Pinheiro da Bemposta, em Oliveira de Azeméis, foram os principais temas em destaque no último "Nação Columbófila", da Rádio Clube da Feira, programa que comemora hoje o seu primeiro ano de transmissão.

"O importante é ver chegar os pombos e ter uma associação columbófila a trabalhar na freguesia", sublinha António Oliveira, candidato à presidência da associação pinheirense, que mantém praticantes dos 16 aos 77 anos.

 Apesar da alargada abrangência de faixas etárias, aquele columbófilo realça que "não se vêem muito jovens a aderir ao desporto", especialmente "porque é um desporto cada vez mais caro".

 Jorge Oliveira recorda que as câmaras municipais começaram por incentivar os jovens à pratica da modalidade, colocando pombais nas escolas, mas que actualmente "são poucas as instituições que o fazem", muito devido aos elevado investimento necessário para a manutenção" dos mesmos. (ÁUDIO 2)

 O ex-presidente da SCP, Jorge Oliveira, reconhece que o desporto é caro, mas descarta esse facto como "desculpa"  já que existe a possibilidade praticar a modalidade, adoptando estratégias de gestão colónias, como manter menos pombos e participar selectivamente nas provas e não em todas as competições ou poupar em outras despesas, isto "se pretender ser columbófilo", frisa "como columbófilo". (ÁUDIO 3)

 O programa emitido ontem (ouça-o na íntegra, em ÁUDIO 1) na antena dos 104.7 contou com a presença de António Oliveira e Jorge Oliveira respectivamente "pai fundador" da SCP e ex-presidente da mesma, que dentro em breve usufruirá de sede própria, localizada no espaço de uma antiga estação da CP.

O pódio dos vencedores da SC Pinheirense
Campeão: Danilo Resedende
Campeão de velocidade: Danilo Resende
Campeão de Meio-Fundo: Agostinho Marques
Campeão de Fundo: Jorge Jesus de Almeida
Campeã feminina: Madalena Marques
Campeão de Borrachos: Paulo Ribeiro
 

29 Setembro 2009

"Associação Columbófila de Estarreja é a quarta maior do distrito"

 

 Criada em 1990, a Associação Columbófila de Estarreja (ACE) conta com mais de oito dezenas de sócios,  57 concorrentes assíduos das competições organizadas pela referida colectividade, a quarta mais forte do distrito de Aveiro, segundo Alfredo Marques, presidente da ACE.

 Só na época anterior foram lançados mais de 1760 pombos, num ano competitivo  "bastante positivo" e de "resultados satisfatórios a todos os níveis", sublinha aquele responsável.

 No início desta nova época desportiva é bom recordar quem foram os grandes vencedores do ano transacto e procurar desvendar alguns dos segredos que os permitiram alcançar tal façanha.

 No entanto,  quem os tem opta por revelar apenas dicas que possam levar a melhorar a técnica de cada um. É o caso de José Onofre,  campeão de zona na geral de 2009, que realça a importância da ajuda de mais pessoas além do columbófilo para que este obtenha os melhores resultados.

 De entre os mais de meia centena de columbófilos, há também algumas columbófilas que nutrem a paixão pelos pombos.

 Marta Pinho é um desses exemplos de dedicação à modalidade, uma entrega que a levou a integrar a direcção daquela associação, estando encarregada da tesouraria da ACE. Marta Pinho lamenta apenas que a columbofilia não tenha mais ajudas que permitam aliviar as muitas despesas inerentes à columbofilia.

 Os responsáveis pela direcção da ACE e José Onofre foram os convidados do programa Nação Columbofilia, transmitido esta noite na Rádio Clube da Feira. Nesta edição estive ainda presentes o sócio-fundador, José Francisco e António Barbosa, presidente do conselho técnico.

 

 O programa dedicado à columbofilia voltou esta semana à antena da RCF, com a presença em estúdio de Arnaldo Palmeira, presidente da Associação Columbófila do Distrito do Porto (ACDP) e Paulo Sampaio, vice-presidente desportivo, responsável pelas soltas daquela associação.

 Só no Porto são mais de 250 aqueles que se dedicam à prática da columbofilia, mas existem ainda alguns entraves à maior expressão da modalidade, especialmente devido a dificuldades para a construção das infraestruturas para a prática da columbofilia.

 As dificuldades que tem, no entanto, vindo a  diminuir  pelo diálogo que tem sido estabelecido entre a associação e a câmara municipal da cidade invicta, como afirma Arnaldo Palmeira, presidente da ACDP.

 O número de praticantes que a modalidade cativa e continua a cativar faz deste um dos desporto em que cada vez mais as soltas, o momento de partida dos pombos, assume cada vez mais importância.

 É neste sentido que a ACDP tem feito “o máximo esforço possível para as coisas corram bem” e “as condições de partida são iguais para todos”, sublinha Paulo Sampaio, vice-presidente desportivo, responsável pelas soltas da ACDP.

 Quanto à época anterior, este responsável realça que, “em relação às soltas, a campanha correu bem”.

 No último “Nação columbófila” foram ainda esclarecidas algumas dúvidas quanto à possibilidade de columbofilos participarem tanto nas provas do distrito de Aveiro como nas do Porto, à luz das novas regras aplicáveis para estas situações.

 

 Mais de 130 pessoas marcaram presença no jantar anual da Associação Columbófilia de Guetim, realizado na vila de Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia. 

 A ocasião ficou marcada pela distinção da instituição do concelho de Espinho à Rádio Clube da Feira, ao programa dedicado às Sociedades Columbófilas da região das Terras de Santa Maria, em cada terça-feira, a partir das 21horas.

 Vítor Pereira recebeu o prémio da Associação Columbófila de Guetim, na companhia de Paulo Pereira, do departamento comercial da RCF.

 A ocasião festiva contou com as presenças dos responsáveis da colectividade guetinense, de Manuel Rocha, vereador da Câmara de Espinho e Alfredo Rocha, presidente da Junta de Freguesia de Guetim.

 

 04 Agosto 2009

Paixão pela modalidade em Guetim

 É uma das cinco freguesias do concelho de Espinho e esteve em destaque, esta terça-feira, na Rádio Clube da Feira.

 Com paixão pela Columbófilia, a Sociedade de Guetim, parte integrante das Terras de Santa Maria, sublinhou resultados, objectivos para a nova temporada e desafiou todos aqueles que “amam a Columbofilia”, a apoiarem os columbófilos, que se batem “com dificuldades em dias de acentuada dificuldade”.

 Vítor Pereira e Dinis Silva desempenham um trabalho único no país, ao nível das Sociedades Columbófilas, que têm voz na programação da RCF, em cada noite de terça-feira, a partir das 21horas e com reportagens distintas ao longo de cada fim-de-semana, não apenas pelo concelho de Santa Maria da Feira.

 Pode aceder ao programa da Columbofilia, na RCF, no sítio da rádio com verdadeiro espírito feirense e das Terras de Santa, região composta por 14 concelhos, entre eles Espinho e Santa Maria da Feira.

 

 O sul do distrito de Aveiro assumiu preponderância na última edição do programa voltado para as sociedades columbófilas, na RCF.

 A sociedade de Vale Maior, concelho de Albergaria-a-Velha, acentuou o gosto pela modalidade.

 Rogério Pereira, presidente da direcção, Manuel Pio, presidente do Conselho Técnico, e Luís Silva, secretário geral da Assembleia-Geral e parte integrante da Federação Portuguesa da Columbofilia, depois do congresso efectuado em Coimbra, no último fim-de-semana.

 Em cada terça-feira, a RCF reserva espaço para a Columbofilia, em trabalho efectuado por Vítor Pereira e Dinis Silva, com os resultados da sociedade em evidência. 

 O programa serviu para a sociedade apresentar ambições, com uma certeza em relação à questão da indústria, no concelho.

 Luís Silva assume um papel de relevo na Federação Portuguesa de Columbófilia.

 Para trás ficou a realização de um congresso em Coimbra.

 O sabor do triunfo é enfatizado, através da RCF.

 

 A Rádio Clube da Feira continua a alargar horizontes na divulgação da Columbofilia das Terras de Santa Maria, em trabalho encetado pelos repórteres Vítor Pereira e Dinis Silva.

 No programa desta terça-feira, a Sociedade Columbófila de Fajões assumiu preponderância. 

 Os resultados da referida sociedade,  a paixão pela modalidade, estiveram em foco, na rádio que liga os columbófilos de todo o país. 

 Para quem trabalha a sociedade de Fajões é tudo uma questão de paixão. 

 Ficam, também, os resultados ao nível da velocidade. 

 No programa desta terça-feira, Vítor Pereira e Dinis Silva efectuaram um directo com Luís Silva, da Federação Portuguesa da Columbofilia. É que este sábado (25/07/09) haverá um congresso em Coimbra, com objectivo bem definidos. 

 Ficam outros intuitos sobre a iniciativa de sábado, na cidade do conhecimento.

 

 Cerca de uma centena de pombos foram largados pelos mais de meia centena de columbófilos participantes na prova organizada no dia 18/07/09, pela Associação Columbófila do Distrito de Aveiro (ACDA).

 A prova contou com diversos pódios, entre os quais a Liga dos Campeões (competição com todos os vencedores do ano anterior) e o próprio troféu do “Derby” de Borrachos do distrito.

 Foram ainda entregues os prémios do Campeonato de Iniciados, o primeiro da ACDA, que voltou a demonstrar o seu dinamismo.

 No dia em que se “vê a amizade e o convívio da columbofilia”, como realça António Ramalho, presidente da Associação Columbófila de Aveiro, que considera positivo o evento do passado sábado.

 Uma iniciativa que este responsável pretende manter, elevando-o a dia oficial da columbofilia do distrito aveirense, com o objectivo bem definido de cativar crescentemente mais praticantes para estas provas.

 O evento teve lugar na sede da referida associação, na vila de S. Roque, com a RCF em directo este sábado, ao final da manhã e início de tarde.

 A RCF não descurou este evento e continua a levar a força da modalidade aos quatro cantos do mundo, com reportagem de Vítor Pereira e Dinis Silva, com edição e imagem de Mário Matos. Um trabalho que pode conferir no vídeo disponível.

vídeo: um desporto que tem no convívio a palavra-chave

 

 A Rádio Clube da Feira continua a alargar horizontes, na Columbofilia.  Trata-se de um trabalho único desenvolvido por Vítor Pereira e Dinis Silva e chega a todo o mundo, que gosta da modalidade.

 A Sociedade Columbófila de Cesar assumiu preponderância na última edição, esta terça-feira.

 O ano de 1998 foi histórico para a instituição cesarense. Afinal, para trás ficaram 24 anos de costas voltadas entre columbófilos da mesma freguesia. Tal situação tinha que ser ultrapassada, várias foram as alternativas nesse sentido sem que nada fosse conseguido.

 A colaboração da Câmara Municipal, Junta de Freguesia e Casa do Povo foi decisiva para a resolução deste diferendo. A construção de uma nova sede social com todas as condições para um convívio “são” entre os columbófilos foi o culminar de todo um processo.

 Assim, Sociedade Columbófila de Cesar e Grupo Columbófilo de Cimo de Vila (Cesar), dão as mãos e originam a criação da:
Associação Centro Columbófila de Cesar

 Nesta data histórica, 23/10/1998, é formalizada esta nova colectividade que aparece no Universo Columbófilo como uma colectividade de passado Glorioso e futuro Promissor.

 Hoje, uma das colectividades mais importantes do país, está aberta a todos os columbófilos incluindo os de freguesias vizinhas que fazem fronteira com Cesar.

 A Associação Centro Columbófila de Cesar, sempre na vanguarda do desenvolvimento do desporto columbófilo, ao possuir carro de transporte de pombos com capacidade para aproximadamente 4000 exemplares permite, deste modo, que os columbófilos desta zona tenham a facilidade de participar num conjunto de treinos, que proporciona uma preparação desportiva aos jovens pombos para enfrentarem futuras aventuras columbófilas.

 No aspecto desportivo, para além dos campeonatos organizados pela Associação Columbófila do Distrito de Aveiro, a colectividade tem procurado ir ao encontro da vontade dos columbófilos organizando eventos que permitem o fraterno convívio entre os amantes desta modalidade.

 O esforço dos dirigentes e o apoio dos associados tem premitido que esta colectividade permaneça no TOP da Columbofilia Nacional contribuíndo, desse modo, para a elevação do Distrito de Aveiro a “Capital do Desporto Columbófilo” a nível Nacional e Internacional.

 

 14 Julho 2009

"Milhares com a Columbofilia em Mira"

O Columbódromo Internacional Gaspar Vila Nova, em Mira, foi palco de um autêntico encontro nacional de Columbófilos, no último sábado, com a RCF em directo.

 Os repórteres Vítor Pereira e Dinis Silva cruzaram opiniões, de forma a levar a modalidade aos quatro cantos do mundo.

 Primeiro com o presidente da Federação, que realçou a adesão dos columbófilos de todas as regiões de Portugal.

 A RCF deu ainda voz à Associação de Aveiro, que desde o primeiro instante abraçou o projecto, inovador no país, da rádio com verdadeiro espírito.

 

 Vítor Pereira e Dinis Silva fazem um trabalho de excelência, na divulgação das Sociedades Columbófilas das Terras de Santa Maria.

 Esta terça-feira, a RCF voltou a alargar horizontes, com Arada, Ovar, em destaque. No programa voltado para a segunda modalidade em Portugal, em número de praticantes, cruzaram-se gerações, com a jovem Bárbara Ribeiro a dar o exemplo, no apoio, incansável, ao pai. “Só assim ele é um campeão”, disse, com um sorriso, esta terça-feira.

 José Silva Coelho (Presidente do Grupo Columbófilo de Arada), Luís Sousa (Tesoureiro), Alcino Marques (Secretário), Manuel Aniceto (Presidente da Mesa da Assembleia-Geral da colectividade de Arada), e José, um Valente Campeão, foram os convidados da Rádio Clube da Feira.

 Pode ouvir o programa em áudio, entrevista 3. Basta ligar a última edição da RCF, sobre a Columbófilia.

 

"As famílias com a Columbófilia"
 

               O exemplo de uma família totalmente voltada para a Columbofilia. 

 No programa desta terça-feira da Rádio Clube da Feira, Vítor Pereira e Dinis Silva convidaram o jovem Fábio Moreira Almeida, um columbófilo com 13 anos, para além de João António Batista, que tem 9 anos. “Gostamos muito da modalidade e queremos continuar a ajudar, porque quem entra na Columbofilia, dificilmente consegue sair”, afirmaram, no estúdio da RCF.

 Manuel Marques Almeida, columbófilo e pai de Fábio Almeida, e António Batista, columbófilo de Santa Maria do Vale, mostraram que “VALE” bem a pena a “dedicação à modalidade, porque é linda, única mesmo, pela solta dos pombos, pela chegada dos mesmos, pela ligação que existe aos pombos, porque na vida há que semear para colher e isto é, autenticamente, uma paixão”, afiançaram os referidos responsáveis, no programa que revela inovação nas Terras de Santa Maria.

 A RCF reserva várias horas a uma modalidade que arrasta milhares. O trabalho, único, tem a assinatura de Vítor Pereira “a voz do nordeste” e de Dinis Silva “da Fonte Seca para o mundo radiofónico”.

                             Trata-se de um trabalho único no país.

  A Rádio Clube da Feira continua a dedicar horas a fio à Columbófilia, com as distintas sociedades a assumirem preponderância, não apenas do concelho da Feira.

 34 columbófilos durante a temporada, 946 pombos, mais 300 na equipa B, 1600 pombos por treino são os números da Sociedade Columbófila Santiago de Riba Ul, em foco no programa desta terça-feira, com apresentação de Vítor Pereira e Dinis Silva, das 21horas às 23horas.

 Estiveram em estúdio: Álvaro Resende, presidente da direcção, Pedro Soares, líder da mesa da Assembleia-Geral, Augusto Teixeira e Vítor, todos apaixonados pela modalidade que movimenta milhares, pela região.

 Santiago de Riba-Ul apresenta-se como uma terra industrializada e com uma história cultural muito antiga, de que é testemunho a banda de música mais antiga de Portugal, a Banda de Música de Santiago de Riba-Ul.

 O nome desta freguesia tem por base o do seu orago e o da zona topográfica, que é a margem ou riba do rio Ul.

 De facto, já era assim designada num discutido documento datado de 922, embora em documentos posteriores a 1320, também se lhe atribua o nome de Vila Cova.

 Diz-se ter havido em Vila Cova um convento.

 Pinho Leal pensa ser o Mosteiro de Santa Marinha: “É paróquia muito antiga e, segundo tradição, houve aqui um mosteiro de freiras bentas, que foi destruído pelos Mouros em 718. Não há vestígios dele. Diz-se que era na margem direita do rio Ul, que atravessa esta freguesia e lhe dá o nome.”

 O seu padroado pertenceu ao Mosteiro de Cucujães, ao qual aparece ligada em 1139, na carta de couto do mosteiro, do qual passou, em meados do século XVI, metade para as freiras do Convento Avé Maria, do Porto, e outra metade para a comenda de S. Miguel, de Oliveira de Azeméis.

 No reinado de D. Dinis, por bula dada em Avinhão, a 23 de Maio de 1320, pelo Papa João XXII, foi concedido a este rei por três anos, para subsídio de guerra contra os mouros, a décima parte das rendas eclesiásticas do reino, excepção feita às pertencentes à Ordem do Hospital.

 Em posteriores documentos, continua a denominar-se Vila Cova d’Ul, devido provavelmente ao facto de ter a sua igreja no lugar de Vila Cova. A mudança do topónimo de Vila Cova para o de Santiago, sugerem que tomou este nome ao dar-se a mudança de assento da igreja para o local onde actualmente se localiza a Igreja Matriz.

 A freguesia de Santiago de Riba-Ul conserva mansões senhoriais, do tipo palacete, como é o caso da Casa dos Rebelos. Esta situa-se um pouco abaixo da igreja matriz, datando possivelmente do início do século XIX, com brasão eclesiástico composto por um escudo romano com as armas dos Rebelos.

 O lugar do Outeiro e a sua Capela atrai a atenção dos mais distraídos, assim como a Capela e o Largo do Senhor da Campa.

 O circuito continua com o núcleo da já referida  Casa dos Rebelos e da Casa do Comandante; a Capela e a Casa das Garreiras; o Edifício da Associação dos Socorros Mútuos, instituição fundada em 1884; a Casa Agrícola das Cortinhas e o núcleo da Igreja Matriz.

 As Alminhas dos Franceses, os núcleos rurais da Ponte do Salgueiro e da Quinta de Santiago, com uma grande casa e um espigueiro tradicional, completam a ronda por esta pequena aldeia.

 A Ponte do Salgueiro, sita no lugar do Salgueiro, classificada de Valor Concelhio é uma ponte medieval do século XIV, que corta o rio Ul, harmonizada por zona agrícola e campestre, valendo por isso uma visita obrigatória.

 

"Estamos sempre ligados na RCF"

Todos os resultados, as sociedades columbófilas, os convidados ”cinco estrelas” como menciona Vítor Pereira, a “voz do nordeste”.

 São predicados do programa da Columbófilia, na RCF, em cada terça-feira, entre as 21horas e as 23horas, também com Dinis Silva em estúdio.

 As provas, as classificações assumem preponderância, mas há sempre lugar para quem mais percebe da modalidade.

 O professor Joaquim Valente é presidente da Junta de Freguesia de Lobão, mas um apaixonado incondicional da Columbofilia. É presidente da Sociedade Columbófila de Lobão e teve a companhia, no último programa, de Carlos Carneiro, presidente do Grupo Columbófilo de Fiães, e de Arlindo Barbosa, presidente da Sociedade Columbófila de Macieira de Sarnes, a freguesia dos sorrisos, célebre pela placa “você está em Macieira de Sarnes, sorria”.

 Aos sábados e domingos, Vítor Pereira e Dinis Silva percorrem as várias freguesias, com a solta dos pombos em directo e com a chegada dos mesmos, em cada prova.

 Há milhares de pessoas sempre na escuta da RCF. “Nunca dispensamos esta rádio que está muito à frente na Columbofilia, estão de parabéns pelo grande trabalho que fazem”, elogiaram os convidados desta terça-feira.

 

 Sublinham a paixão pela modalidade, acima dos resultados e do número de pombos em cada prova. 

 A União Columbófila de Sanguedo, da capital da Fórmula Roll, assumiu preponderância no programa da Rádio Clube da Feira, voltado para uma modalidade que arrasta milhares de praticantes, pelo país, as Terras de Santa Maria não são, naturalmente, excepção.

 Com apresentação de Vítor Pereira e Dinis Silva, o programa da última terça-feira contou com as presenças de Joaquim Correia Amorim, presidente da colectividade sanguedense.

 Agostinho Ribeiro foi o representante máximo dos associados da União Columbófila de Sanguedo, para além de Fernando Ribeiro, secretário da referida instituição, e Porfírio Silva, presidente do Conselho Técnico sanguedense.

 Em cada terça-feira na RCF, pode conferir todos os resultados das Sociedades Columbófilas da região, entre as 21horas e as 23horas.

 Aos fins-de-semana, sintonize, em directo, as soltas dos pombos e as chegadas dos mesmos, aos sábados e domingos, com Vítor Pereira e Dinis Silva a percorrerem os pombais das Terras de Santa Maria.

 

02 Junho 2009

"Comecei com 10 anos na Columbofilia"

Já foi presidente da Sociedade Columbófila da Feira com o maior número de columbófilos, cerca de 70, e agora lidera a referida instituição feirense com menor número de praticantes na temporada em curso, apenas 19.

 Arnaldo Santos acredita que tudo não passa de “ciclos que nem sempre correm de feição. Apesar dos números, continuamos com um nível competitivo elevado e com excelentes resultados”. Apenas sente, com, uma ponta de tristeza, que a modalidade que arrasta milhares, também na região, não tenha conseguido “chamar os jovens, atrair os jovens, de forma a assegurar um futuro, pelo menos, à altura do passado da Columbofilia”, reconhece.

 Arnaldo Santos é por demais conhecido no associativismo feirense. Foi um dos convidados do programa sobre as Sociedades Columbófilas do concelho da Feira, esta terça-feira, na RCF, sempre com apresentação de Vítor Pereira “voz do nordeste” e Dinis Silva, já com muitos anos de rádio, da Fonte Seca para o mundo da comunicação.

 A Sociedade Columbófila de Santa Maria da Feira assumiu preponderância no último programa, ainda com a presença em estúdio de José Assunção, vice-presidente do Conselho Técnico.

 Arnaldo Santos explicou um percurso de vida, em que as raízes familiares falaram mais alto, em relação à Columbofilia. “Comecei com dez anos, através do meu pai, entre 1969 e 1970. Houve um interregno de dez anos, quando fui para fora do país. Regressei em 1989 e sou columbófilo até hoje com muito prazer. Não é a questão das vitórias que me move, é mesmo uma questão de paixão, que se tem, ou não”, ressalvou na RCF, esta terça-feira, o presidente da direcção da sociedade fogaceira, sempre na linha da frente da modalidade.

 Vítor Pereira e Dinis Silva reservam, sempre, duas horas de programa sobre a modalidade em cada noite de terça-feira, das 21horas às 23horas, mas a RCF dá muitas horas de relevo à modalidade. Aos sábados e domingos, ligue-se à solta das pombas e à chegada com todos os resultados em cima da hora, através da rádio com verdadeiro espírito feirense.

 A Sociedade Columbofila de Macieira de Sarnes marca a diferença pela forma como procura distinguir os vencedores e os mais regulares, ao longo de uma temporada deste que é o desporto de todas as paixões, sempre em foco na RCF.

 Como se fosse Ciclismo, a sociedade macieirense tem cinco camisolas para relevar os columbófilos que ficam na linha da frente.

 A RCF, que concede muitas horas à Columbofilia através das reportagens de Vítor Pereira e de Dinis Silva, continua a alargar horizontes, pelas Terras de Santa Maria.

 Esta terça-feira, para além da divulgação de dezenas de resultados de dezenas de Sociedades Columbófilas, foram convidados os responsáveis da Sociedade Columbófila de Macieira de Sarnes, a freguesia de todos os sorrisos.

 Ficou célebre a placa à entrada da localidade “você está em Macieira de Sarnes, sorria”.

 O nome do feirense José Cavaco, uma figura nacional da modalidade, foi lembrado com saudade e com profundo respeito. “A nossa sociedade inspirou-se muito em José Cavaco. Ele fez um trabalho enorme pela Sociedade de Santa Maria da Feira, que se ressentiu e muito da sua perda, para além do próprio concelho e distrito. Como ele há poucos e será, sempre, lembrado”, elogiaram Arlindo Barbosa, Justino Santos e José A. Pinho, na RCF.

 Campeão da Columbofilia, José A. Pinho, de Macieira de Sarnes, enalteceu a paixão pela modalidade, comum a milhares de pessoas.

 Arlindo Barbosa é o presidente da Sociedade de Macieira de Sarnes e mostrou orgulho pelo trabalho da colectividade de Oliveira de Azeméis, à semelhança do secretário Justino Santos, um outro apaixonado pela Columbofilia.

 O programa teve a apresentação de Vítor Pereira e de Dinis Silva, que aos sábados e domingos acompanham a solta dos pombos e a chegada dos mesmos, pelas 31 freguesias do concelho de Santa Maria da Feira, para além de muitos outros municípios da vasta região das Terras de Santa Maria.

Instalações columbófilas do Saudoso José Cavaco

 

“Hoje tenho o prazer de ter como convidados dois senhores da Columbófilia, dois campeões, o sr. Abel da Cadinha e o Sr. Alcides, exemplos de quem dedica largas dezenas de anos a esta modalidade que desperta milhares de paixões e que a RCF abraça com tamanho orgulho”.

 As palavras são de Vítor Pereira “a voz do nordeste” da Rádio Clube da Feira, na rádio de todas as emoções, de todas as modalidades.

 Em terça-feira radiofónica dedicada aos columbófilos, são divulgados todos os resultados em duas horas voltadas para a modalidade com o segundo maior número de praticantes no país, logo atrás do Futebol.

 Há casos de pessoas que entraram na Columboflia com 10, 11, ou 12 anos e ainda hoje não perdem uma competição, acompanham, de forma frenética, a solta dos pombos, ou a chegada dos mesmos, com total acompanhamento na RCF, por todo o concelho da Feira e pelas Terras de Santa Maria.

 Ainda no último sábado, Vítor Pereira esteve em directo da cidade de Fiães e Dinis Silva foi o repórter RCF em directo da vila de S. Roque, concelho de Oliveira de Azeméis.

 Abel da Cadinha, na Columbófilia, já ganhou tudo o que havia para ganhar, foi no passado Campeão Absoluto.

 Hoje, enfatiza um apelo a todos aqueles que amam a modalidade. “Não deixem a Columbófilia, mesmo que estejam com dificuldades financeiras, que eu sei que acontece com muitos. Se não puderem ter 100, ou 200 pombos, tenham 20, o que interessa é não deixar que a paixão termine, porque isto é uma verdadeira família. Vocês nem imaginam os amigos que já consegui na Columbófilia”, garante, no estúdio da Rádio Clube da Feira.

 Entrou na Columbófilia com 13 anos e já vai a caminho dos 72. Só parou quando foi para a tropa e há alguns anos atrás. Porém, a paixão falou, sempre, mais alto e “o sr. Alcides”, como referiu Vítor Pereira, “é um verdadeiro campeão, com todas as conquistas possíveis nesta modalidade”. Hoje, tenho cerca de 14 pombos, mas continuo a marcar bem. “Não há palavras que possam definir o que é a Columbófilia”, ressalva, na RCF.

 

12 Maio 2009

 A paixão da Columbofilia

 Os responsáveis pelas soltas da Associação Columbófila do Distrito de Aveiro estiveram no estúdio da Rádio Clube da Feira, esta terça-feira, em programa apresentado por Vítor Pereira “a voz do nordeste”.

 A modalidade que arrasta milhares de praticantes tem muitas horas de directo na RCF, Rádio com fervor no desporto das Terras de Santa Maria.

 Fernando Silva, delegado principal das soltas da associação, respondeu a todas as questões de Vítor Pereira, à semelhança de Carlos Maia, vice-presidente da Associação Columbófila do Distrito de Aveiro, e Manuel Alberto, delegado das soltas da zona 1.

 A paixão pela Columbofilia na RCF não se resume a duas horas em cada terça-feira na rádio que atravessa o universo com as emoções de uma região única.

 Aos sábados e domingos, Vítor Pereira e Dinis Silva percorrem as 31 freguesias do concelho de Santa Maria da Feira, sempre com apontamentos em directo das soltas e chegadas dos pombos de corrida.

 Cada palco, cada pombal, tem toda a importância na sua rádio.

 

05 Maio 2009

Todo o concelho na RCF Columbófila

 Santa Maria da Feira, Fiães e S. João de Ver são três freguesias que amam o desporto e que assumiram preponderância no programa que reserva duas horas às Sociedades Columbófilas do concelho da Feira e da região, sempre com apresentação de Vítor Pereita “a voz do nordeste” e de Dinis Silva, na RCF, Rádio com Fervor na Columbófilia.

 O universo columbófilo junta-se em cada noite de terça-feira, entre as 21horas e as 23h, mas é apenas uma parte de toda a divulgação que a RCF efectua da modalidade que apaixona milhares, pelas 31 freguesias do concelho, o maior na Associação de Aveiro, em número de sociedades e de encestamentos.

 Aos sábados e domingos, a RCF transmite, em directo, a solta dos pombos e a chegada dos mesmos, sempre com a equipa desportiva, concretamente Vítor Pereira e Dinis Silva, a percorrerem o concelho.

 São muitas horas de Columbofilia em directo, na rádio de todas as emoções.

“Esta noite, como sempre acontece, temos convidados cinco estrelas, como o sr. Teixeira, de S. João de Ver, o sr. Alfredo, treinador da Ferradal Sad de Fiães e o sr. Américo, treinador de António S. Cavaco, pessoas apaixonadas pela modalidade e que enriquecem este programa que é feito a pensar em todos os Columbófilos da região.

 É para eles que dedicamos o nosso esforço, é por eles que percorremos toda a região, que fazemos directos de vários pombais concelhios”.

 Foi desta forma que Vítor Pereira iniciou o programa desta terrça-feira na RCF.

 Faça chegar os resultados da sua sociedade à Rádio Clube da Feira, na Avenia 5 de Outubro em Santa Maria da Feira. Faça com que a sua freguesia chegue a todo o mundo, neste programa que é inédito na região.

 Ajude-nos a divulgar esta modalidade de paixões.

 

28 Abril 2009

VÍDEOS RCF | A paixão da Columbofilia

         Cada programa acrescenta uma mais valia na discussão da modalidade.

 Columbófilos, médicos veterinários, comerciantes, apaixonados da modalidade têm na RCF um parceiro universal na divulgação de todos os resultados, de todas as sociedades e de todas as emoções que são transmitidas por Vítor Pereira “voz do nordeste feirense” e Dinis Silva, da Fonte Seca para o mundo que sente o concelho feirense, através da RCF.

 Esta terça-feira, o programa que acentua a paixão pela Columbofilia tem, por outro lado, os vídeos RCF da autoria de Manuel Pereira.

 Hélder Lousada é médico veterinário e foi convidado central do programa da Rádio Clube da Feira, com o firme propósito de deixar recomendações importantes a milhares de columbófilos.

 A lógica da prevenção sobre os pombos, que pode fazer toda a diferença, à semelhança de uma eficaz higiene nos pombais foram ensinamentos relevantes deixados na rádio.

 Já com mais de 14 anos de experiência, Hélder Lousada respondeu a cada questão pertinente efectuada por Germano Pinto da Silva, uma referência da modalidade, ele que é columbófilo e comerciante.

 Marcaram, ainda, presença no estúdio da RCF Fernando Paulo e Godinho Tavares, ambos da Sociedade S. Tiago de Lobão, do nordeste de Santa Maria da Feira.

 O programa sobre Columbófilia faz a divulgação de todos os resultados que chegam à redacção da RCF, todas as sociedades podem deixar a sua actividade na rádio que liga os feirenses, em todas as modalidades.

 Vítor Pereira e Dinis Silva percorrem, também, todo o concelho da Feira e a região, nas soltas dos pombos e nas chegadas, em directo dos pombais, pela vasta região das Terras de Santa Maria.

 Trata-se de um trabalho único, pontuado em directo pela RCF, aos sábados e domingos, na rádio de todas as emoções e sempre com as 31 freguesias do concelho no coração de todos aqueles que abraçam o projecto da rádio que lhe dá toda a informação da sua terra.

VÍDEOS SOLTAS 2009

Solta de Paderne para o Distrito de Aveiro

Solta de Paderne para o Distrito de Aveiro

Solta de Paderne para o Distrito de Aveiro

Solta de Paderne para o Distrito de Aveiro

Solta de Alcoy para o Distrito de Aveiro

Solta de La Gineta para o Distrito de Aveiro

 

 21 Abril 2009

O palco da Columbofilia

                        São milhares e desenvolvem um trabalho de paixão.

 Em cada noite de terça-feira, na RCF, a Columbofilia é modalidade rainha, entre as 21h e as 23h, em programa inédito na região, com a assinatura de Vítor Pereira “a voz do nordeste feirense” e Dinis Silva, da Fonte Seca para o mundo da rádio com verdadeiro espírito feirense e fulgor em todas as modalidades.

 Todos os resultados das diversas provas passam pela RCF, com as Sociedades Columbófilas a terem o seu espaço.

 Para além do trabalho de divulgação às terças, Vítor Pereira e Dinis Silva percorrem todo o concelho de Santa Maria da Feira, para narrarem, em directo, as soltas dos pombos e a chegada dos mesmos, aos sábados e domingos.

 Os convidados são, sempre, “cinco estrelas”, como menciona Vítor Pereira.

 O “carismático” Germano Pinto da Silva e Joaquim Santos foram dois dos últimos convidados na noite de emoções fortes, para quem gosta de Columbofilia, pelas Terras de Santa Maria.

 Ligue-se à sua modalidade através da Rádio Clube da Feira (104.7 FM).

 

07 Abril 2009

S. Paio de Oleiros para o mundo

 É o universo da Columbofilia na rádio de todas as emoções, de todas as modalidades. 

 Em cada terça-feira, agora entre as 21h e as 23h, Vítor Pereira e Dinis Silva, na RCF debitam todos os resultados das dezenas de sociedades da região, para além dos convidados em estúdio.

 S. Paio de Oleiros assumiu preponderância no último programa, sempre a evidenciar que se trata de uma modalidade que desperta paixões, agora com duas horas de relevo na rádio com verdadeiro fervor, também no desporto.

 Vítor Pereira "voz do nordeste da RCF" não limita a divulgação da Columbofilia às noites de terça-feira.

 Percorre o concelho, com apontamentos em directo na solta dos pombos, aos sábados e domingos, para além de acompanhar, em directo, a chegada dos pombos, pelas sociedades das Terras de Santa Maria.

 Santa Maria da Feira tem um papel de grande importância no distrito de Aveiro, também nesta modalidade, que constitui uma aposta real da Rádio Clube da Feira.

 

 Uma rádio sem limite de fronteiras no apoio à Columbófilia.

 Em cada terça-feira, este desporto de multidões assume todo o destaque na RCF, agora das 19h às 21h, com apresentação de Vítor Pereira e Dinis Silva.

 Fundada no dia 31 de Janeiro de 1943, a Sociedade Columbófila de Cucujães é uma das mais conceituadas do distrito de Aveiro.

 Teve papel principal esta terça-feira na rádio com fervor no desporto.

Aqui ficam algumas das classificações a nivel distrital da colectividade de Cucujães.

 1997

5º Lugar Meio-Fundo Associação Columbófila Distrito Aveiro

1999

4º Lugar Meio-Fundo Associação Columbófila Distrito Aveiro Zona Serra, 5º Lugar Fundo Associação Columbófila Distrito Aveiro. Campeões do Campeonato Concelhio de Oliveira de Azeméis

2001

2º Lugar Meio-Fundo ACD Aveiro Zona Serra

2003

3º Lugar Fundo ACD Aveiro (Todo o Distrito)

2004

Campeões III Campeonato Concelhio de Oliveira de Azeméis (6 provas de fundo do calendário:+/- 11 colectividades)

2005

2º Lugar Velocidade Associação Columbófila Distrito Aveiro Zona 2
4º Lugar Meio-Fundo Associação Columbófila Distrito Aveiro Zona 2
3º Lugar Fundo ACD Aveiro(Todo o Distrito: 63 colectividades).
Campeões IV Campeonato Concelhio de Oliveira de Azeméis (6 provas de fundo:+/- 11 colectividades)

2006
6º Lugar Velocidade Associação Columbófila Distrito Aveiro Zona 2
3º Lugar Meio-Fundo Associação Columbófila Distrito Aveiro Zona 2
6º Lugar Meio-Fudo Especial ACD Aveiro(Todo o Distrito:73 colectividades)
Campeões V Campeonato Concelhio de Oliveira de Azeméis (6 provas de Meio-Fundo Especial:+/- 11 colectividades)

2007
7º Lugar Velocidade Associação Columbófila Distrito Aveiro Zona 2
5º Lugar Meio-Fundo Associação Columbófila Distrito Aveiro Zona 2
9º Lugar Fundo ACD Aveiro (Todo o Distrito: 73 colectividades)
Vice-campeões VI Campeonato Concelhio de Oliveira de Azeméis (6 provas de Fundo:+/- 11 colectividades)

2008
10º Lugar Velocidade ACD Aveiro Zona 2 (25 colectividades)
16º Lugar Meio-Fundo ACD Aveiro Zona 2 (25 colectividades)
13º Lugar Fundo ACD Aveiro (Todo o Distrito: 73 colectividades)

Últimos Campeões da SC Cucujães:

2008-Os Silvas
2007-Danilo Costa Resende
2006-Danilo Costa Resende
2005-João da Silva Marques
2004-João da Silva Marques
2003-Alberto Manuel Guimarães Pereira
2002-Anselmo Pinho Gomes
2001-João da Silva Marques
2000-Domingos Jesus Ferreira.

 

24 Março 2009

Columbofilia em destaque

             Uma rádio com paixão por um desporto que arrasta milhares.

 A Columbofilia tem espaço de destaque na RCF, em cada noite de terça-feira, com apresentação de Vítor Pereira e coordenação, em estúdio, de Dinis Silva.

 Todos os resultados das sociedades, nas mais distintas competições, preenchem espaço de relevo, mas há sempre convidados em cada programa, entre as 21h e as 22h.

 Os responsáveis das sociedades columbofilas do concelho falam sobre a Columbofilia na região, as ambições, as dificuldades e os projectos em curso, em cada aldeia, vila, ou cidade de Santa Maria da Feira.

 Não perca, ainda, na sua rádio, apontamentos em directo, ao sábado e domingo, da chegada dos pombos, dos diferenciados concursos pelo País.

 Vítor Pereira acompanha a chegada em directo, para milhares de praticantes pelas Terras de Santa Maria, porque na RCF há espaço para todas as paixões, para as distintas modalidades, que espalham o verdadeiro espírito pelas 31 freguesias fogaceiras.

 Um programa sempre com o feirense José Cavaco no pensamento...

 

 17 Março 2009

Um programa para José Cavaco

 A emoção e a dor marcaram a última edição do programa sobre Columbofilia da RCF, com Canedo e o concelho em plano de destaque.

 A morte do feirense José Cavaco, adepto incondicional de uma modalidade com milhares de praticantes, não deixou de motivar palavras sinceras dos responsáveis da instituição canedense.

“Por norma, não tenho coragem de ver os meus amigos, quando as coisas não correm bem com a saúde, nos hospitais. A verdade é que fui ter com José Cavaco e sinto que as suas últimas palavras foram voltadas para a Columbofilia. Não falou de futebol, nem de outro desporto, mas sim dos últimos resultados das sociedades. Que descanse em paz, porque só DEUS tem os que mais ama”.

 As palavras dos responsáveis da Sociedade de Canedo foram embargadas pela, forte, emoção, no programa desta terça-feira, apresentado por Vítor Pereira e Dinis Silva, na rádio de todas as modalidades.

 Toda a equipa da RCF apresenta as mais sentidas condolências à família enlutada, em momento de profundo pesar.

 ”Cada programa é dedicado a si, José Cavaco.  Descanse em paz”…

O Saudoso Columbófilo José Cavaco junto às suas instalações

 

10 Março 2009

S. J. Ver em destaque

 Depois da cidade de Lourosa, foi a vez de S. João de Ver, no programa de todas as paixões na RCF, no espaço voltado para o segundo desporto com mais praticantes em Portugal.

 A Associação Recreativa e Columbófila de S. João de Ver esteve em foco esta terça-feira, na rádio de todos os momentos.

 A realidade da colectividade sanjoanense, a opinião dos seus responsáveis sobre a Columbofilia na região, foram temas abordados pelo repórter Vítor Pereira, "a voz do nordeste feirense", na RCF, com coordenação em estúdio a cargo do sanjoanense Dinis Silva.

 Não perca, ainda, na sua rádio, apontamentos em directo, ao sábado e domingo, da chegada dos pombos, dos diferenciados concursos pelo País.

 Vítor Pereira acompanha a chegada em directo, para milhares de praticantes pelas Terras de Santa Maria, porque na RCF há espaço para todas as paixões, para as distintas modalidades, que espalham o verdadeiro espírito pelas 31 freguesias fogaceiras.

 

 

03 Março 2009

Columbofilia é rainha na RCF

 Em cada noite de terça-feira confira na RCF todos os resultados das provas de Columbofilia.

 A equipa da sua rádio, composta por Vítor Pereira e Dinis Silva, percorre todo o concelho de Santa Maria da Feira e distrito, de forma a divulgar a actividades das Sociedades Columbófilas.

 Pelas 31 freguesias feirenses, há milhares de praticantes.

 À terça-feira, a partir das 21h, a RCF releva resultados e as próximas provas.

 Não perca em 104.7fm.

 Na última edição esteve em destaque o grupo columbofilo "os vilaverdenses" da cidade de Lourosa.

 

17 Fevereiro 2009

O palco da Columbofilia

 É programa inédito na região, com apresentação de Vítor Pereira, a voz do nordeste da RCF, em trabalho de excelência.

 São milhares de participantes, só o futebol tem mais em Portugal, sociedades que apostam forte em cada ano de competição.

 A Columbofilia é, absolutamente, uma paixão, por cada aldeia, vila, ou cidade, do concelho de Santa Maria da Feira.

 A equipa da Rádio Clube da Feira, composta por Vítor Pereira, Dinis Silva e António Santos, percorre todo o concelho.


 O objectivo passa por dar voz às Sociedades Columbófilas, em cada noite de terça-feira, entre as 21h e as 22h, nos estúdios da rádio com espírito feirense, sempre com o intuito de valorizar uma modalidade única, que desperta paixões.

 

06 Janeiro 2009

A Paixão da Columbofilia

 São milhares de participantes, só o futebol tem mais em Portugal, sociedades que apostam forte em cada ano de competição.

 A Columbofilia é, absolutamente, uma paixão, por cada aldeia, vila, ou cidade, do concelho de Santa Maria da Feira.

 A equipa da Rádio Clube da Feira, composta por Vítor Pereira, Dinis Silva e António Santos, percorre todo o concelho.

 O objectivo passa por dar voz às Sociedades Columbófilas, em cada noite de terça-feira, entre as 21h e as 22h, nos estúdios da rádio com espírito feirense, sempre com o intuito de valorizar uma modalidade única, que desperta paixões.


 Depois de S. João de Ver, Canedo assumirá papel principal esta terça-feira, a partir das 21h, com Vítor Pereira.

 Não perca, ainda, a chegada dos pombos em directo, ao sábado e ao domingo, na rádilo que desperta as emoções de todo o desporto feirense.