José Carlos Almeida Rosa

 NotíciasVisitas: Contador de Visitas 
PROVA NACIONAL DE FUNDO (VALÊNCIA 1 - 21 de Maio de 2016) 21-05-2016

PROVA NACIONAL DE FUNDO

VALÊNCIA 1, DIA 21 DE MAIO DE 2016, 06H35M

CERCA DE 50.000 POMBOS

No passado dia 21 de Maio, a columbófilia portuguesa esteve envolvida numa solta de âmbito nacional, efectuada na cidade espanhola de Valência del Cid, tendo-se registado a participação de todas as Associações Distritais e o envolvimento de cerca de 50.000 pombos.

Pelas 06:35 da manhã, o coordenador nacional Almerindo Mota, deu a ordem de solta e os pombos rapidamente se orientaram e abandonaram o local, o que adicionado às previsões meteorológicas augurava uma boa prova e uma boa prestação desportiva dos pombos em competição.

A Federação Portuguesa de Columbófilia (FPC), a exemplo das edições do ano anterior, encetou os esforços possíveis junto da imprensa nacional para que esta fizesse uma ampla divulgação do evento. Talvez fruto do pânico causado pelas notícias trazidas a público no ano anterior de eventuais consequências desastrosas para a actividade aeronáutica, a divulgação nos meios de informação nacionais ficou muito aquém do desejado, sendo ignorado o evento pelos canais televisivos e de rádio, merecendo apenas a atenção de um órgão de informação escrita, o Jornal "Record", o qual disponibilizou algum espaço para noticiar o evento.

Apesar da boa vontade federativa, ficamos uma vez mais reduzidos ao nosso espaço natural, o que já não é mau, o impacto obtido no ano passado não se repetiu, o que foi pena. Em contrapartida a Federação criou no seu site um espaço informativo a que chamou "NOTÍCIAS E EVENTOS" onde deu ampla divulgação de todos os passos na realização deste concurso nacional, com a inclusão de reportagens e entrevistas a columbófilos, dirigentes, delegados de solta e outros agentes envolvidos, bem como a transmissão quase em directo da solta fectuada. Um trabalho meritório que em parte preencheu a lacuna da falta de cobertura dos órgãos de imprensa nacionais.

Quanto à prova, veio a verificar-se que as previsões da realização de um concurso relativamente fácil, não corresponderam na prática à realidade. Tudo indiciava face às condições climatéricas, e à boa orientação dos pombos na saída que, este concurso iria ser um êxito, mas foram infundadas as expectativas, vindo a verificar-se uma prova difícil com um acentuado número de perdas, para as quais urge encontar explicações plausíveis, sob pena de os "fantasmas dos Barcelonas" começarem a pairar no ar, desmotivando a participação dos columbófilos neste tipo de provas nacionais.

Fazendo uma análise sumária a este concurso nacional de fundo, constata-se que os distritos junto à fronteira têm os melhores resultados, nada de novo, os columbófilos destes distritos não têm culpa nenhuma de estarem situados geograficamente mais perto do local de solta e os seus pombos poderem beneficiar de uma distância quilométrica mais confortável, não sofrendo com os arrastamentos, pois eles só começam a ser notórios, da fronteira para cá. Os benefícios desta situação são visíveis nas classificações de âmbito Nacional e de Zonas, o que vem demonstrar o quanto injustas são as actuais divisões zonais criadas pela FPC. Uma situação a rever no próximo ano, segundo informação federativa prestada no último Congresso, pelo responsável da área desportiva da Federação, Almerindo Mota.

Porque não transformar a solta nacional em duas ou três soltas regionais? Minimizavam-se os riscos dos arrastamentos e consequentes perdas elevadas que estes causam. Elevava-se a verdade desportiva das classificações e estaríamos a prestar um grande serviço aos pombos e à columbófilia em geral.

Se a ideia-base que presidiu a este tipo de soltas era juntar uns milhares de pombos numa só solta para promover a columbófilia através da imprensa, então que não seja por isso que vamos abandonar a ideia. Vamos aproveitar os "Dias da Associação".

Os distritos do Porto e Aveiro com soltas que rondam os 50 a 70.000 pombos e que até são feitas em território nacional, possívelmente teriam maior impacto junto do público por se realizarem dentro do país, podendo assim vir a despertar um maior interesse da televisão e rádio, bem como da imprensa escrita que reuniriam melhores condições de trabalho por o evento ser feito em Portugal.

 

 O primeiro pombo a nível nacional é do pai do columbófilo Carlos Santos (b), chegou às 14.42.08, percorreu 629,580 Kms, uma média de 1.292,419 m/m. O nº do pombo é 9452856/2009

O segundo é do filho (Carlos Santos), chegou às 14.43.21 h, com uma distância percorrida de 626,331 Kms, com uma média de 1.282,545. m/m, o número do pombo é 4517827/2014

acd-aveiro-augusto-pinho.jpg

Augusto Pinho, provável vencedor Distrital ACD Aveiro, Zona 1, entre 27222 pombos (16:04:02 - 709 km - 1247,21 m/m)

J. Cravo & J. Frade, ACD Évora, prováveis vencedores da Zona 3, entre 15432 pombos (15:12:59 - 619 km - 1.196,63 m/m)

antc3b3nio-lima-gomes-acd-faro.jpg

António Gomes (b), provável vencedor Distrital ACD Faro, entre 3698 pombos (16:56:16 - 689 km - 1110,63 m/m)

boaventura-felgueira-filhos-acd-viana-do-castelo.j

Boaventura Felgueiras & Filhos, prováveis vencedores Distritais ACD Viana do Castelo, entre 1200 pombos (17:18:01 - 747 km - 1162,69 m/m)

jorge-pinto-acd-porto.jpg

Jorge Pinto, provável vencedor Distrital ACD Porto (16:26:15 - 732 km - 1238,42 m/m)

sc3a9rgio-mesquita-acd-braga.jpg

Sérgio Mesquita, provável vencedor Distrital ACD Braga, entre 6000 pombos (16:23:26 - 719 km - 1223,57 m/m)

rafael-silva-acd-leiria.jpg

Rafael Silva, provável vencedor Distrital ACD Leiria, entre 1998 pombos (16:01:47 - 690 km - 1218,62 m/m)

jc3balio-ventura-acd-santarc3a9m.jpg

Júlio Ventura, provável vencedor Distrital ACD Santarém, entre 4100 pombos (16:16:55 - 699 km - 1202,27 m/m)

filipe-martins-acd-portalegre.jpg

Filipe Martins, provável vencedor Distrital ACD Portalegre (14:56:34 - 621 km - 1239,63 m/m)

Sol Nascente, Sociedade Columbófila do Montijo (ACD Setúbal)

contalcochete-lda-acd-setc3babal.jpg

Equipa Contalcochete, LDA e Sol Nascente com os quatro primeiros pombos comunicados no distrito de Setúbal

jorge-ratinho-acd-beja.jpg

Jorge Ratinho, Sociedade Columbófila "Asas de Beja", provável vencedor Distrital ACD Beja (16:08:33 - 677 km - 1180,69 m/m)

fernando-henriques-acd-lisboa.jpg

Fernando Henrique, 1º pombo do distrito de Lisboa (17:31:02 - 748 km - 1140,22 m/m)

equipa-josc3a9-paulo-na-foto-paulo-silva-acd-coimb

José & Paulo, Grupo Columbófilo de Coimbra (ACD Coimbra)

8.jpg

Carnes Silva, Sociedade Columbófila de Vila Real (ACD Porto)

1.jpg

Artur Fonseca, Grupo Columbófilo do Sobralinho (ACD Lisboa)

2.jpg

Asas do Alívio, Sociedade Columbófila do Prado (ACD Braga)

3.jpg

Asas Vermelhas, Sociedade Columbófila de Abrantes (ACD Santarém)

6.jpg

Carlos Carrapiço, Sociedade Columbófila de Elvas (ACD Portalegre)

José Costa Miranda, Sociedade Columbófila das Neves (ACD VIana do Castelo)

1c2ba-pombo-acd-viseu.jpg

9452856/2009 - CAMPEÃO NACIONAL VALÊNCIA 1 (Carlos Santos/B - ACD Viseu)

1c2ba-pombo-acd-lisboa.jpg

1º pombo ACD Lisboa

1c2bapombo-acd-braga.jpg

1º Pombo ACD Braga

1c2ba-pombo-acd-beja.jpg

1º Pombo ACD Beja

1c2ba-classificado-acd-c3a9vora.jpg

3275527/2013, Joaquim Cravo e José Frade, Sociedade Columbófila Rainha Santa Isabel, Estremoz, ACD Évora (15:12:59 - 619 km - 1196,63 m/m)

7.jpg

4334111/2014, Carlos Carrapiço, Sociedade Columbófila de Elvas, ACD Portalegre (14:36:32 - 585 km - 1215,70 m/m)

4447712/2014, Romeiro, Romão e Leonardo, Associação Columbófila de Pias, ACD Beja (15:54:14 - 657 kms -1151,93 m/m)

Class Valência.png

Classificações Nacionais Valência 1 (21 de Maio de 2016)

Podem consultar todas as classificações no portal online, disponível através do link: http://nacionais2016.fpcolumbofilia.pt 

 

Um "Call-Center" na sede da FPC em Coimbra

O sábado foi agitado na sede da Federação Portuguesa de Columbofilia. Depois da solta ter acontecido às 6h35 (hora Portuguesa) em Valência del Cid, os pombos-correio atravessaram a Península Ibérica rumo aos seus pombais. As comunicações das chegadas foram feitas através das linhas telefónicas disponibilizadas pela Federação e online, através do formulário colocado no site federativo.

Eram, sensivelmente, 14:36h quando foi comunicada a chegada do 1º pombo. Em Portugal, o columbófilo Carlos Carrapiço “estreou” as linhas da FPC, dando início a uma tarde de muito trabalho por parte da equipa que foi mobilizada para atender todas as chamadas.

A sede da FPC virou um “ call – center” para conseguir atender todas as comunicações sobre as chegadas. Entre a azáfama de inserir e validar os dados, a adrenalina tomou conta do espaço, mas levou a equipa de telefonistas a ser ainda mais competente nas suas funções.

Dados finais. Estiveram 11 pessoas no atendimento, a coordenação técnica–informática esteve a cargo de Orlando Santos, a inserção e o controlo dos dados classificativos esteve a cargo de 2 funcionárias da FPC. A coordenação geral da operação esteve a cargo do Dr. Joaquim Lopes.

No final o balanço é positivo. No próximo dia 18 de junho o “call center” volta a abrir para receber mais chamadas.

4.jpg

5.jpg

 

Jantar-Convívio após reunião dos Delegados com o Coordenador da Solta

Delegados das Associações Distritais reuniram com o coordenador da solta, Almerindo Mota.

E porque a columbofilia não é só competição, a noite teve um jantar/convívio que contou com a presença de todos os envolvidos na prova. Delegados de Solta, Coordenador de Solta e até o presidente da Federacion Colombófila De La Comunidad Valenciana, Edelmiro Garcia Fogués, partilharam uma boa refeição e e conviveram num clima de pura camaradagem.

20.jpg

19.jpg

18.jpg

João Rufino (Delegado de Solta ACD Lisboa)

21.jpg

22.jpg

 

Tratamento de excelência dado aos pombos-correio antes da solta

Depois de uma viagem longa até Valência del Cid, há que preparar da melhor forma os pombos-correio para a dura etapa que vão ter pela frente no início da manhã sábado. Do abeberamento à alimentação, passando pela regulação da temperatura nas galeras, nada é descurado. O objetivo é simples: deixar estes “ultra-maratonistas” preparados e confortáveis para a jornada que se avizinha.

O abeberamento é muito importante e é feito com máximo cuidado.

A alimentação é outra etapa crucial na preparação para a solta. Os próprios pombos “sabem” que têm de se alimentar em condições.

Os delegados de solta, para além do transporte e do abeberamento, são também responsáveis pela alimentação dos pombos-correio.

De referir que a temperatura  nas galeras é também controlada.

14.jpg

16.jpg

17.jpg

 

No local da solta em Valência del Cid

Os camiões de transporte no local da solta , em Albuixech, Valência del Cid. O 1º a chegar foi o da Associação Columbófila do Distrito de Setúbal e o último o da Associação Columbófila do Distrito de Aveiro. De salientar que o camião da Associação Columbófila do Distrito de Viana do Castelo fez o transporte dos seus pombos-correio e também dos pombos-correio das Associações de Coimbra e Viseu.

9.jpg

10.jpg

11.jpg

12.jpg

13.jpg

1.jpg

José Carlos.jpg