José Carlos Almeida Rosa

 ReportagensVisitas: Contador de Visitas 
SOCIEDADE COLUMBÓFILA DE AZEMÉIS 12-09-2012

 
Sociedade Columbófila de Azeméis perpetuou Mário Bastos 

A Sociedade Columbófila de Azeméis consagrou António Rebelo como o campeão da campanha 2012. No jantar, que contou com a presença do presidente do Congresso da Federação, a direção homenageou Mário Bastos.


A campanha 2012 da Sociedade Columbófila de Azeméis encerrou com o habitual jantar e entrega de prémios aos vencedores. Se o ano passado a columbófila oliveirense teve 40 participantes, este ano esse número situou-se em metade, mas os títulos continuaram a chegar a esta coletividade que venceu o Campeonato Concelhio e o Campeonato Distrital de Meio Fundo. 

"Continuamos no topo", afirmou o presidente da Sociedade de Azeméis. Sem querer distinguir nenhum dos directores, António Silva destacou, no entanto, um 'reforço', que chegou à coletividade este ano: Jorge Oliveira. 'O Jorge ajudou-nos muito este ano. Revolucionou-nos com o campeonato de borrachos aberto a todo o distrito. Hesitámos, mas lançámo-nos no desafio. E o campeonato foi um êxito e veio ajudar muito a colectividade', reconheceu o presidente da direcção.

O vereador do Desporto da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis defendeu a 'grande responsabilidade', que o município tem neste desporto e pediu para que todos trabalhem mais em conjunto e menos individualmente. 'Tenho apelado a que a columbofilia tenha maior protagonismo em Oliveira de Azeméis e no distrito', começou por afirmar Pedro Marques, apelando a que continuem a dignificar o nome do concelho 'como têm feito até agora'.

 O autarca atribuiu às colectividades o mérito de Oliveira de Azeméis ser hoje um concelho com nome no panorama nacional. 'O concelho oliveirense é reconhecido como um concelho virado para as grandes realizações desportivas e isso deve-se a vocês', salientou Pedro Marques, elogiando os convívios proporcionados nesta modalidade desportiva. 'A forma como partilham experiências não é vista noutro desporto como acontece na columbofilia'.

 O convívio deste ano da Sociedade de Azeméis contou com a presença do presidente do Congresso da Federação Portuguesa de Columbofilia.

Manuel Araújo Martins esclareceu que esta modalidade desportiva deve ter momentos de convívio além da competitividade das provas. 'É com muito agrado que nesta festa estão não só os columbófilos, mas também os seus familiares', 

"Oliveira de Azeméis é um exemplo de associativismo"
Também o presidente da Associação Columbófila do Distrito de Aveiro destacou Azeméis como um exemplo de associativismo. 'Estar em Oliveira de Azeméis é sempre um grande prazer não só como amigo dos columbófilos, mas como representante da Associação Distrital e nunca me cansarei de falar de Azeméis como um exemplo de associativismo', frisou Luís Silva.
O dirigente distrital elogiou a equipa de trabalho que compõe a Sociedade Columbófila de Azeméis, mas considerou haver uma pessoa que 'merece o reconhecimento de todos ': António Silva. 'Embora não tenha estado a concursar este ano, continuou a dar o máximo pela coletividade', salientou o presidente da Associação Distrital no convívio que considerou'uma festa da família da columbofilia'.

Esperando que as muitas crianças presentes no jantar de entrega de prémios da coletividade oliveirense sejam 'os nossos columbófilos de amanhã', Luís Silva elogiou os dirigentes deste desporto em tempos de crise. 'Para sermos dirigentes da columbofilia prejudicamos a nossa família', apontou o presidente, continuando: 'Por ver, aqui na Sociedade de Azeméis, que há pessoas cheias de força para continuar digo que a columbofilia vale a pena. Temos todos que contribuir com trabalho e respeitar quem trabalha sem qualquer recompensa financeira em prol deste que é o melhor desporto do mundo', concluiu Luís Silva.

Por sua vez, Ramiro Rosa agradeceu a António Silva o seu 'trabalho', na Sociedade Columbófila, mas lamentou que o seu conterrâneo não tenha participado nos concursos. 'A Escravilheira está mais pobre, porque faltam as pombas de António Silva', afirmou o presidente da Junta de Freguesia de Oliveira de Azeméis. 'Dentro das nossas possibilidades estamos sempre dispostos a ajudar. A boa vontade, muitas vezes, consegue fazer muita coisa', defendeu o autarca.

 

Campeão Geral 2012 - Velocidade - Meio-Fundo - Fundo 

Antonio Henriques Rebelo

 

Sociedade Columbófila de Azeméis confraternizou em almoço

‘Os Silvas’ venceram em Azeméis

A Sociedade Columbófila de Azeméis completou 61 anos de existência e assinalou o momento com um almoço convívio, no passado Domingo (21/09/2008), que em simultâneo encerrou a campanha de 2008. ‘Os Silvas’ foram os Campeões da Geral 2008.

Em ambiente de festa, a Sociedade Columbófila de Azeméis (SCA) marcou esta data com grande prestígio e reuniu columbófilos, amigos, familiares e todos aqueles que quiseram, de alguma forma, colaborar com a colectividade. Cerca de uma centena de amantes da modalidade marcaram presença no momento alto da associação. Várias entidades públicas juntaram-se à festa dos columbófilos de Azeméis, nomeadamente o vice-presidente da Federação Portuguesa de Columbofilia, o representante da Associação de Columbofilia de Aveiro, vereador da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, presidente da Junta de Freguesia da cidade, entre muitos campeões e ex-campeões columbófilos.

Leilão rendeu quase dois mil euros
Neste convívio, como já é habitual realizou-se um majestoso leilão, dinamizado pelo conhecido Diamantino Neto, que rendeu cerca de dois mil euros. Destaque para a licitação mais alta a ser proferida pelo columbófilo de referência, Rui Silva, por 270 euros de um borracho do pombal dos Guedes. Contudo, Ramiro Rosa – presidente da Junta de Freguesia de Oliveira de Azeméis – licitou várias vezes oferecendo sempre o borracho à colectividade que voltou a leiloar.”

Artur Costa deixou apelo

 Artur Costa, um homem dinamizador da columbofilia no distrito de Aveiro, não esqueceu figuras importantes na colectividade oliveirense como os vencedores a nível concelhio. Artur Costa deixou ainda uma palavra de reconhecimento ao elenco directivo e todos aqueles que antecederam nos 61 anos anteriores e apelou para que não abandonassem a Sociedade Columbófila de Azeméis.

Eles disseram…

“Somos uma colectividade de referência e de grande prestígio e isso deve-se a vós. Quando cá chegamos há dois anos aceitamos dirigir esta colectividade e fazer dela a melhor ou uma das melhores. Oliveira de Azeméis tem condições para ir mais longe.
António José Costa, presidente da SCA

Há muitos anos que realizam um bom trabalho...Parabéns! Têm levado o nome de Oliveira de Azeméis bem longe. A columbofilia coloca o nosso concelho com a maior pujana a nível nacional. Desejo que vocês tenham uma época tão brilhante como a que terminou”
Manuel Alberto Pereira, vereador socialista da Câmara Municipal

Parabéns à Sociedade Columbófila de Azeméis. Tenho muito orgulho nesta colectividade como columbófilo de Oliveira de Azeméis. Aproveito esta oportunidade para vos deixar um apelo quanto à vacinação das vossas aves.”
Miguel Silva, representante da ACD Aveiro

Estão aqui os melhores columbófilos do Mundo...De facto, em Azeméis existem columbofilos do melhor do mundo. Este elogio é o reconhecimento do vosso trabalho e não retiro uma vírgula ao que disse o ano passado. A nível local e a nível concelhio está tudo visto e a Comunicação Social local tem estado ao vosso lado.”
  Luís Silva, vice-presidente da Federação Portuguesa de Columbofilia

“É dia de festa...parabéns pelos vossos 61 anos. A SCA, como qualquer outra colectividade, tem projectos e se assim não fosse tudo estava a chegar ao fim. Este é um desafio para todos os sonhos se concretizarem e a Câmara Municipal estará presente ao vosso lado. Os resultados surgem do vosso valor e do vosso esforço. Há que ser enaltecido e partilho da frase do Luís Silva quando diz que no concelho há columbófilos do melhor do mundo. O desporto é, por natureza, uma escola da vida ”.
António Rosa, vereador PSD Câmara Municipal

Assembleia-geral no próximo dia 3 de Outubro
No próximo dia 3 de Outubro, pelas 20,30 horas, realizar-se-á a assembleia-geral para apresentação, discussão e votação das contas das épocas 2007 e 2008 e, ainda, a apresentação de listas e eleições dos corpos gerentes para 2009 e 2010.
A assembleia realizar-se-á na sede da colectividade.

CLASSIFICAÇÕES 2008

GERAL

1º - Os Silvas

2º - Antº Henriques Rebelo

3º -Antº Leite Silva

4º - Rufino Oliveira

5º - Júlio Silva Miguel

VELOCIDADE

1º - Os Silvas

2º - Antº Henriques Rebelo

3º - Torcato Silva

4º -Antº Leite Silva

5º - José Silva Costa

MEIO-FUNDO

1º - Antº Leite Silva

2º - Antº Henriques Rebelo

3º -Os Silvas

4º - Rufino Oliveira

5º - Manuel Gomes Neto

FUNDO

1º - Os Silvas

2º - Rufino Oliveira

3º - Antº Henriques Rebelo

4º - Antº Leite Silva

5º - Mário Ferreira Bastos

MELHORES POMBOS - GERAL

1º - Manuel Gomes Neto

2º - Antº Henriques Rebelo

3º - Antº Henriques Rebelo

MELHORES POMBOS - VELOCIDADE

1º - Torcato Silva

2º - Antº Henriques Rebelo

3º - Antº Henriques Rebelo

MELHORES POMBOS - MEIO-FUNDO

1º - Antº Henriques Rebelo

2º - Antº Henriques Rebelo

3º - Manuel Gomes Neto

MELHORES POMBOS - FUNDO

1º - Rufino Oliveira

2º - Torcato Silva

3º - Belmiro Tavares

MELHORES POMBOS - BORRACHOS

1º - Os Silvas

2º - Artur Costa

3º - Os Silvas


Os Silvas a cortarem o bolo de campeão da Sociedade Columbófila de Azeméis

 
Os três primeiros classificados da Geral 2008 SC Azeméis - 1º - Os Silvas , 2º - António Henriques Rebelo , 3º - António Leite Siva 

 

Sociedade Columbófila de Azeméis realizou leilão

Receita ficou aquém das expectativas da organização

 

Os associados da Sociedade Columbófila de Azeméis reuniram-se, novamente, em convívio com as outras colectividades, bem como com amigos vindos de diversos locais numa demonstração de franca camaradagem e colaboração para que o resultado económico do leilão de borrachos pudesse beneficiar a situação financeira.

Porém, apesar da boa participação, o certo é que também na columbofilia a já vulgarizada crise monetária marca presença, algo que ficou bem vincado uma vez que os cerca de 60 borrachos apresentados, cuja oferta se regista e agradece, renderam cerca de três mil euros, a que deduzidas as despesas com o lanche, proporcionou uma receita na ordem dos 2. 300 euros, bastante inferior ao esperado, comparativamente com o arrecadado em anos anteriores.
Mesmo assim, sem esquecer a oferta do porco, há que registar a solidariedade de dois associados a quem, só por si, coube a aquisição de 14 borrachos, sendo, por isso, credores de menção especial.

A música popular e tradicional portuguesa, fornecida pela aparelhagem da ACREV cuja boa vizinhança apraz a colectividade, acompanhou esta tarde de convívio enquanto se ‘atacou o porco no espeto’ e se promoveu a convivência entre desconhecidos. Para o ano, certamente, haverá mais.

 Refira-se que o almoço comemorativo do 61º aniversário e a distribuição de prémios da época 2008 da Sociedade Columbófila de Azeméis terá lugar na Quinta dos Carvalhos, sita na Margonça, em Cucujães, no dia 21 de Setembro, pelas 13 horas.

Sociedade Columbófila de Azeméis

61 anos em actividade contínua

Fundada em 1947, a Sociedade Columbófila de Azeméis tem no seu historial acontecimentos de grande valor. As comemorações das bodas de ouro constituem um marco nesta colectividade que se orgulha de ter realizado o maior número de exposições do distrito.

Como normalmente acontece, no seu percurso registaram-se altos e baixos. No entanto, em qualquer dos casos, a maioria dos columbófilos, sitos no perímetro da hoje cidade, deram-lhe continuidade e alguns deles têm sido indiscutíveis ganhadores, como sejam o Manuel Padeiro e José Lírio de Carvalho, nos primórdios, seguidos de Mário Bastos (pai), Albino Pépura, Carlos Aguiar, Joaquim Manica e Paulo Alegria.

Mais recentemente, entre outros, Mário Bastos (filho), Rufino Oliveira, António Soares Silva e Miguel Almeida foram, e têm sido, bons representantes e embaixadores do nosso desporto.

Da mesma forma, a quantidade de praticantes tem sido bastante variável: dos cerca de setenta nos anos 60/70, até aos dezassete no início deste século, ou aos trinta e cinco na presente época e nas duas anteriores, não foi menor o seu dinamismo.

Para além dos resultados desportivos, os seus directores sempre tiveram iniciativas, algumas delas em primeira mão, como seja a angariação de prémios particulares, nomeadamente taças, utensílios utilitários e decorativos, géneros alimentícios, vestuário, calçado, vinhos finos, espumantes, etc.

Bodas de ouro são um marco
Como marcos mais evidentes, há que realçar as comemorações das Bodas de Prata em 1972 e o jubileu das Bodas de Ouro iniciado em 1996 e final em 1997, com cunhagem de digna medalha alusiva, tendo em cada mês organizado um certame desportivo, cultural ou recreativo, de tal forma bem sucedidos que, nunca antes ou depois, qualquer outra agremiação se lhe equiparasse.

Igualmente, o convívio dos 60 anos, coincidente com a obtenção do primeiro lugar no Campeonato Concelhio de 2007, reuniu cerca de cento e sessenta pessoas, algumas vindas de outros distritos, que se admiraram pelo evento em si e pela excelente organização, para além da quantidade e valor dos prémios e lembranças distribuídas.

Na presente época desportiva, com a vinda de alguns columbófilos de nomeada, a esperança de maior evidência a nível concelhio e distrital acentuou-se.

Na vertente de exposições de pombos correio, também a S. C. Azeméis foi a primeira a organizar uma a nível distrital em 1969, merecendo a então Comissão Columbófila do Distrito de Aveiro, sediada na Vila da Feita, manifestações de orgulho e prestígio, “por ver o seu nome envolvido em tão memorável acontecimento”, conforme tudo melhor consta do seu ofício n.º 6/60, assinado pelo presidente, na ocasião, Manuel Ferreira de Assunção.

A esperança num espaço próprio mantém-se
Digno de registo também, o facto desta colectividade ter organizado, até hoje, o maior número de exposições no distrito, assim como de visitas guiadas às suas instalações, fazendo ver às camadas jovens o que é o desporto columbófilo na sua globalidade, sendo, por isso, bastante elogiada.

Responsabilidade também assumiu a direcção de 2005 em adquirir transporte próprio para os pombos da colectividade e outras, a que a direcção seguinte deu continuidade, saldando a totalidade do seu custo. De notar ainda a organização de convívios levados a cabo pelas últimas direcções, proporcionando momentos de camaradagem e boa disposição entre os associados, familiares e amigos, o que se deseja ver repetidas vezes.

Por fim, a possibilidade de, a curto/médio prazo, poder construir-se instalações próprias, dependendo da cedência por parte da Câmara Municipal do terreno indispensável e do querer dos associados, bem como de entidades oficiais e ajudas particulares.
Até lá, a esperança mantém-se.

Soc. Col. de Azeméis confraternizou em almoço

60 anos de muito prestígio e dedicação

A Sociedade Columbófila de Azeméis completou 60 anos de existência e assinalou o momento com um almoço convívio, que em simultâneo, encerrou a campanha de 2007. António Rebelo foi o campeão da geral 2007.

Em ambiente de festa, a Sociedade Columbófila de Azeméis (SCA) marcou esta data com grande prestígio e reuniu columbófilos, amigos, familiares e todos aqueles que quiseram, de alguma forma, colaborar com a colectividade. Cerca de centena e meia de amantes da modalidade marcaram presença no momento alto da Associação.

Várias entidades públicas juntaram-se à festa dos ‘pombeiros’ de Azeméis, tais como o vice-presidente da Federação Portuguesa de Columbofilia, o presidente da Associação de Columbofilia de Aveiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, presidente da Junta de Freguesia da cidade, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis entre muitos campeões e ex-campeões columbófilos.

Leilão rendeu quase três mil euros
Neste convívio, como já é habitual realizou-se um majestoso leilão, dinamizado pelo conhecido Diamantino Neto, que rendeu 2 510 euros, na primeira fase; depois mais três pombos foram leiloados, um de oferta à colectividade e outros dois provenientes de um sorteio.

 Destaque para a licitação mais alta a ser proferida pelo columbófilo de referência, David Pinho Rebelo, por 400 euros. António Soares Leite da Silva, vice-presidente da colectividade, adquiriu um exemplar no leilão por 330 euros, que acabou por oferecer à SCA, que voltou a leiloar e rendeu mais 200 euros.

Associados e campeões de outras alturas homenageados 
Artur Costa, um homem dinamizador da columbófilia no distrito de Aveiro, nas palavras que proferiu na cerimónia, não esqueceu figuras importantes na colectividade oliveirense: Manuel Rodrigues (Manuel Padeiro), Armindo Costa (Armindo Panasco), Albino Costa (Albino Pépura) e Carlos Costa (Carlos Panasco) foram alguns dos que foram homenageados e aplaudidos com uma enorme salva de palmas pelos presentes.

 Outro columbófilo de referência mencionado, e ali presente, foi Mário Bastos que atravessa um problema de saúde, mas que não deixou de ser ovacionado por todos.

SCA lança desafio à Câmara Municipal 
A Sociedade Columbófila de Azeméis lançou um desafio à Câmara Municipal. Artur Costa, mais uma vez, e como porta-voz da SCA, desafiou Albino Martins em comparticipar o envio de 1/3 das jaulas para os concursos nacionais, o que representa 16 caixas. O valor necessário para este envio é de 1280 euros por época, que é o necessário para tornar possível manter a SCA no activo com este prestígio.

 Refira-se, como apontamento de reportagem, que o grupo musical ‘Xtratus Céu Azul’ animou este convívio, proporcionando momentos muito festivos a todos os columbófilos e demais presentes.

O que eles disseram…
“Somos uma colectividade de referência e de grande prestígio, e isso deve-se a vós. Temos bons columbófilos a concorrer fora do concelho, mas a Sociedade Columbófila de Azeméis (SCA) está cá para os receber”.

António Costa, presidente da SCA

“Mesmo com 60 anos, a SCA poderá melhorar o seu historial, se todos contribuirmos para o sucesso e, acima de tudo gostando dela, sem necessidade de tanto como há mais de cinquenta eu gosto, sem nunca a trocar. Muito mais haveria para dizer sobre a história desta colectividade. Porém, há que saber respeitar quem nos ouve, até porque aos que quisessem saber mais, bastará ler as ‘Bodas de Ouro’ em retrospectiva. Aí encontrarão a bem dizer tudo, até porque o seu mentor é avesso a delongas”.

Artur Costa, columbófilo de referência da SCA

“Este momento é um bem-haja da columbofilia. Somos desportistas, temos que dar as mãos. O Artur Costa ama a columbofilia, é pena não haver muitos homens que gostem da modalidade como ele. Quanto à SCA é um orgulho da Associação, talvez por isso a sede distrital ser em S. Roque, concelho de Oliveira de Azeméis. Bem-haja a Oliveira de Azeméis e às suas colectividades.

 Parabéns também à Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, composta por pessoas respeitáveis e de grande nível. Parabéns também aos jornais locais, "Mundo Columbófilo" e "Portugal Columbófilo".

António Ramalho, Presidente da ACD Aveiro

“Fico feliz por ver tanta gente aqui, nomeadamente columbófilos que não são de Azeméis, o que é um prestígio. Esta festa tem o aval de todos; os pombos são o símbolo da paz.

 ...Entendo as palavras do Artur Costa. Trabalhei com ele muitas noites e ele vê a columbofilia de uma forma que até alguns podem pensar que é doentio. Albino Costa, Mário Bastos e Joaquim Guedes são homens de muito prestígio. Vocês têm que estar cheios de orgulho por pertencerem a Azeméis. Em Azeméis existe columbofilia do melhor do mundo. Sabe-se ganhar e como ganhar !!!”

Luís Silva, vice-presidente da FPC

“A implantação da columbofilia em Azeméis é que faz com que a Câmara Municipal apoie. A columbofilia é um desporto que reúne tanta gente, mal seria se as forças vivas do concelho e a autarquia não estivessem com essa gente. Procuramos responder aos interesses dos associados, mas, às vezes, as dificuldades não permitem fazer tudo.

 Deixo aqui uma palavra de apreço à SCA pelos seus 60 anos. Temos consciência que apoiar o desporto é a nossa obrigação. Referir o nome de fundadores, pessoas que lutaram muito pela SCA, é uma excelente atitude. Parabéns às pessoas que assumem os destinos da colectividade, que, abnegadamente, gerem os caminhos difíceis desta associação.

A festa de hoje é exactamente o espelho da dinâmica da SCA. Desejo que os próximos tempos sejam de alegria e que a SCA consiga levar o nome de Oliveira de Azeméis aos quatro cantos do mundo. Palavra de apreço ao Artur Costa, que se tem dedicado a 100% à colectividade”.

Albino Martins, vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis

Campeões de Cucujães rumam a Riba-Ul
Danilo da Costa Resende e Rosa Freitas, campeões da Sociedade Columbófila de Cucujães, rumam, na próxima época, para a Sociedade Columbófila de Riba-Ul. Álvaro Manuel da Costa Resende, mais conhecido no meio columbófilo por Danilo, já assumia a presidência da sociedade santiaguense. Desta feita, o campeão quer dinamizar a colectividade que dirige, tentando vencer de igual forma.

Danilo foi bi-campeão em Cucujães e promete que não irá baixar os braços para ajudar Santiago de Riba-Ul a ser ‘maior’. Rosa Freitas, já no campeonato feminino, vai ter a tarefa mais complicada, pois vai ter que competir com a campeã Rosalina Rodrigues, que é, nada mais nada menos, que a sua sogra.

  

Campeão Geral SC Azeméis 2007 - António Rebelo

Leilão de borrachos rendeu 3 700 euros à Sociedade Oliveirense.

Columbófila de Azeméis assinalou um ano na nova sede em Vilar.

A Sociedade Columbófila de Azeméis assinalou o seu primeiro ano de actividade na escola de Vilar, um espaço cedido pelo actual executivo municipal. A placa indicativa disso mesmo foi descerrada pelo presidente da Câmara, Ápio Assunção, que assistiu também ao leilão de borrachos, que rendeu 3 700 euros para a colectividade.

A boa disposição e o convívio salutar entre todos os presentes marcaram a tarde do passado sábado na escola primária de Vilar, um espaço que agora serve de sede para duas associações do concelho: a ACREV e a Sociedade Columbófila de Oliveira de Azeméis.

E foram as pombas que deram origem ao encontro dos columbófilos onde estiveram também os presidentes da Câmara Municipal, Ápio Assunção, e da Junta de Freguesia de Oliveira de Azeméis, Ramiro Rosa.

O líder do executivo municipal descerrou a placa que assinalou o primeiro ano de actividade desportiva na escola de Vilar e que, a par do leilão de borrachos, originou este encontro, que contou com o tradicional porco no espeto.

Numa época de tantas exigências e, muitas vezes, dominada pelo trabalho, Ápio Assunção relevou a importância destes convívios, que promovem os valores da amizade, do companheirismo e da boa disposição.

A columbofilia é a modalidade desportiva que, no concelho, mais atletas envolve. “A columbofilia é uma prática com muita qualidade e tem os seus atletas a fazer boas provas”, reconheceu Ápio Assunção, que congratulou a columbofilia de Oliveira de Azeméis pelo trabalho que tem demonstrado.

Trabalho exemplar
Embora reconhecendo as suas dificuldades financeiras, o edil frisou que a autarquia vai continuar a colaborar com esta associação, que conta com 37 columbófilos. “Dava-se mais ao basquetebol, ao hóquei em patins ou ao futebol, mas esta modalidade devia ser mais apoiada”, referiu Ápio Assunção, acrescentando que, por isso mesmo, foi criada a prova de columbofilia do município que vai continuar a homenagear os columbófilos do concelho e não só.

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis elogiou o trabalho que tem vindo a ser implantado, em prol da modalidade, pela Sociedade Columbófila de Oliveira de Azeméis. “Vocês têm feito um bom trabalho para serem considerados exemplares”, afirmou Ápio Assunção.

A sociedade mudou-se para as novas instalações em Novembro do ano passado. Depois de se inteirar das condições da nova sede, Ápio Assunção reconheceu que ainda há muito a melhorar. “As instalações motivam os praticantes e dão outras condições aos pombos para alcançarem bons resultados”.

Sede própria é promessa
Embora distante do centro da cidade, a direcção da Sociedade está satisfeita com as novas condições que tem na escola de Vilar, embora continue à espera do seu espaço próprio.
Foi esta a mensagem transmitida por Artur Costa que, publicamente, usou da palavra em nome da direcção.

O presidente da colectividade está pelo primeiro ano a desempenhar funções à frente da columbofilia. António Costa mostrou-se satisfeito pelo desenrolar do campeonato que, recentemente, terminou, mas garantiu que a Sociedade vai “continuar a lutar cada vez mais”. O dirigente realçou ainda a “camaradagem” e o “convívio” entre os columbófilos que, diariamente e no decorrer do campeonato, se reuniam na sede, à noite, para discutir assuntos relacionados com a colectividade.

Embora satisfeitos com as actuais instalações, António Costa reiterou que a Sociedade “não esqueceu o terreno, em Lações, prometido pela Câmara Municipal, para a construção da nossa própria sede”.

Leilão rendeu 3700 euros
A Columbofilia de Azeméis realizou também o leilão de borrachos com o objectivo de angariar fundos para a aquisição de prémios. Esta iniciativa rendeu 3700 euros à colectividade oliveirense.

 A Sociedade Columbófila de Azeméis vai comemorar o seu 60º aniversário no dia 23 de Setembro, com um almoço na Quinta dos Carvalhos, na Margonça, Cucujães.