José Carlos Almeida Rosa

 ReportagensVisitas: Contador de Visitas 
XXXV EXPOSIÇÃO NACIONAL E IBÉRICA DE COLUMBÓFILIA (ELVAS/2008) 31-01-2008

Centro de Negócios Transfronteiriço em Elvas acolheu a XXXV Exposição Nacional e Ibérica de Columbófilia

 

Cerca de meio milhar de pombos marcaram presença na XXXV Exposição Nacional e Ibérica de Columbofilia, que se realizou ao longo de quatro dias, de 17 a 20 de Janeiro 2008, no Centro de Negócios Transfronteiriço, em Elvas.

Ao longo destes quatro dias passaram pelo Centro de Negócios Transfronteiriço e tenda existente no exterior, milhares de pessoas, vindas de todas as regiões do País, notando-se a significativa presença de muitos columbófilos espanhóis.

O programa deste evento iniciou-se com a recepção dos pombos das Classes Standard e Sport no dia 17, sendo que o levantamento dos exemplares expostos só aconteceu no dia 20 de Janeiro, na presença do representante da Comissão de controle e recepção.

Neste âmbito, os pombos expostos foram apenas entregues aos delegados das respectivas associações, sendo que a classe Sport dividiu-se em cinco categorias: categoria velocidade, categoria meio fundo, categoria fundo, categoria absoluta, categoria maratona. Já a Classe Standard compreendeu três categorias: categoria ibérica, categoria livre e categoria borrachos.

O presidente da Associação Columbófila do Distrito de Portalegre, Carlos Real, foi o anfitrião deste evento, tendo agradecido a todos por “estarem aqui, num lindo dia, na cidade de Elvas, no Centro de Negócios Transfronteiriço para assistirem a esta exposição de columbofilia”.

A escolha de Elvas deveu-se à sua situação geográfica, dada que a mesma tinha carácter ibérico, para além das condições proporcionadas pelas infra-estruturas existentes na cidade, sendo que a organização coube também à Federação Portuguesa de Columbofilia.

José Tereso, presidente da Federação, aproveitou também para agradecer aos presentes, tendo ainda deixado “uma palavra de boas-vindas a esta exposição nacional e ibérica. Mais um grande evento ibérico, retomando aquilo que era histórico, do grande intercâmbio e da grande amizade luso-espanhola, e, por outro lado, aproveitar este momento para agradecer à Câmara Municipal de Elvas e a todos aqueles que colaboraram na organização desta exposição, o nosso agradecimento por mais um evento de grande relevo para a modalidade”.

Assim sendo, salientou que esta iniciativa traduz-se numa “oportunidade de mostrarmos o que melhor há de pombos de corrida, pombos correios, e, portanto, quero agradecer a todos a vossa colaboração vindo aqui até Elvas, cidade que nos acolheu nesta iniciativa. Que esta seja mais um motivo para que esta exposição volte, em Abrantes, a ser mais um grande evento e que todos venham na próxima exposição, que é muito importante por ser a pré-olímpica que vai fazer a selecção nacional para estar presente em Dortmund na Alemanha em 2009”, adiantou José Tereso.

A vice-presidente da Real Federação Columbófila Espanhola destacou o facto de este ano, “por fim, pudemos voltar a realizar a exposição ibérica, que se interrompeu há dois anos devido a problemas que tiveram com os pombos (gripe das aves)”, agradecendo “à autarquia o seu apoio e as infra-estruturas que nos cedeu para que pudéssemos organizar este evento”, assim como “a toda a direcção da Federação Portuguesa de Columbofilia” pela organização deste certame.

O vereador da autarquia elvense, afirmou ser “com grande satisfação que a Câmara Municipal de Elvas se envolveu e prestou toda a colaboração para que esta exposição correspondesse às expectativas das organizações que estão nela a participar. De uma forma geral a Autarquia, para qualquer evento desta natureza, põe sempre à sua disposição, não só os equipamentos, mas também participa nalgum investimento que é sempre necessário fazer para pôr de pé uma organização deste tipo”.

Assim sendo, sublinhou que estes eventos pressupõem também algum investimento do município, e que neste caso, foi “bastante significativo. Não quero exagerar mas a Câmara Municipal deve ter investido nesta exposição cerca de 50 a 60 mil euros, com todos os custos incluídos. Isto é uma prova de que a Câmara Municipal de Elvas não se coíbe de investir tudo aquilo que seja necessário para que a cidade, e o concelho, seja projectada a nível nacional e também internacional”.

O vereador referiu ainda estar satisfeito por Elvas ter sido “escolhida para esta exposição, porque não só a sua posição estratégica também a beneficia, mas também pela capacidade de resposta que o concelho vai tendo para receber tanta gente e deste modo estarmos a trabalhar também para o comércio local e para tudo aquilo que envolve um evento desta envergadura”.

XXXV Exposição Nacional e Ibérica de Columbofilia

Estão disponíveis para consulta as classificações finais da exposição nacional e da exposição ibérica.

Nota: A visualização das classificações requer o Acrobar Reader, disponível gratuitamente no site da Adobe.