José Carlos Almeida Rosa

 ReportagensVisitas: Contador de Visitas 
GRUPO COLUMBÓFILO DE ALHOS VEDROS 20-09-2009
O DESPORTO COLUMBÓFILO E O SEU CONTRIBUTO NO ÂMBITO SOCIAL, CULTURAL E DESPORTIVO !!!

 Columbófilia em Alhos Vedros: Isidro Bernardino é Campeão Absoluto 2009
 

O Grupo Columbófilo de Alhos Vedros organiza anualmente competições entre os seus associados, nomeadamente: campeonatos de velocidade, meio-fundo, fundo e geral. O encerramento da época desportiva culmina sempre com um almoço de convívio e confraternização entre os associados e famílias e as entidades convidadas, e a entrega de prémios dos diversos campeonatos. Este ano, a festa columbófila realizou-se no domingo passado (20/09/2009), na sede do Grupo Columbófilo.

Na entrega dos prémios, o Campeão Absoluto foi Isidro Bernardino que venceu todos os campeonatos: Velocidade, Meio-Fundo, Fundo e Geral. Eis os resultados:


Campeonato de Velocidade
1º Isidro Bernardino, 2º Leandro Saraiva, 3º Vítor Almeida

Campeonato de Meio-Fundo
1º Isidro Bernardino, 2º Leandro Saraiva, 3º Voadores da Caniceira

Campeonato de Fundo
1º Isidro Bernardino, 2º Leandro Saraiva, 3º Voadores da Caniceira

Campeonato Geral
1º Isidro Bernardino, 2º Leandro Saraiva, 3º Voadores da Caniceira


Segundo apurámos, a situação da columbófilia está em retrocesso, a crise dificulta a aquisição de alimentação e de medicamentos para os pombos, é uma despesa que pesa, cada vez mais, no orçamento familiar dos columbófilos. “Em Alhos Vedros, o número de columbófilos concorrentes tem vindo a diminuir, já desceu para metade, mesmo assim, vamo-nos aguentando e prosseguindo com os concursos e os campeonatos”, afirma o Presidente da Direcção, José Augusto

Outro problema com que se debatem os columbófilos alhos-vedrenses é o de terem os pombais dentro da vila urbana ou não terem mesmo sítio para pôr o pombal. “Devíamos ter um sítio fora da localidade, apropriado para colocar os pombais”, diz o presidente.

A presidente da Junta de Freguesia de Alhos Vedros, disse ser a columbofilia uma actividade desportiva que deve ser mantida, não obstante a despesa que o columbófilo faz com os pombos e as dificuldades financeiras que a crise agravou. Fernanda Gaspar salientou o facto do Grupo Columbófilo de Alhos Vedros ter sede social própria, onde os associados se apoiam e convivem. A presidente disse ainda que “podem contar com o apoio da Junta de Freguesia”.

Vivina Nunes, vereadora municipal, numa palavra de esperança, disse que este é um desporto que vai vingar, apesar das dificuldades do momento, pois os columbófilos são pessoas muito empenhadas e com grande ‘amor à camisola’. Consciente que este é um desporto caro, os pombos têm de ser bem tratados, mesmo assim, Vivina Nunes crê que a actividade columbófila há-de continuar a desenvolver-se em Alhos Vedros. Sobre os apoios municipais, garantiu: “podem contar com o apoio da Câmara, pois, dentro das nossas possibilidades, continuaremos a apoiá-los”.

Seguiu-se a entrega de prémios da última campanha aos columbófilos concorrentes.

Corpos Gerentes GC Alhos Vedros

Assembleia Geral
Presidente ALEXANDRE GERVASIO
Vice-Presidente MIGUEL BRANCO REBOCHO
Secretário VITOR MANUEL ALMEIDA

Direcção
Presidente JOSE AUGUSTO MARQUES FERNANDES
Secretário JOAO MIRA
Tesoureiro FRANCELINO JESUS LOPES

Conselho Técnico
Coordenador FERNANDO CASSIANO DA SILVA
Secretário MARISA ISABEL ALMEIDA DA SILVA
Vogal ABILIO MARQUES FERNANDES

UM POUCO DE HISTÓRIA

Após alguns anos a encestar no Grupo Columbófilo da Baixa da Banheira, José Urbano Tarouca, Joaquim Brito da Silva, José da Silva, Agostinho Moura e Pedro Aquino, decidem pela fundação de uma associação capaz de congregar todos os alhos-vedrenses amantes do desporto columbófilo.

 O incómodo e o transtorno que representava o transporte de centenas de pombos para encestar na Baixa da Banheira e também o crescimento do número de columbófilos na Freguesia de Alhos Vedros determinaria a constituição do Grupo Columbófilo de Alhos Vedros.

 Embora a emancipação do grupo tivesse começado a ganhar forma em 1953, só em 12 de Janeiro 1954 se dá a fundação da associação, vendo o grupo reconhecidos os seus estatutos. Nesse mesmo ano filiam-se na Federação Portuguesa de Columbófilia, com o nº 254 (desde 24 de Maio 1950). À frente do primeiro elenco directivo como Presidente da Direcção, ficou Agostinho Moura.

O Grupo Columbófilo de Alhos Vedros teve a sua primeira sede na Rua de Damão, num espaço arrendado, que depressa se revelaria exíguo para a actividade columbófila dos seus associados. Na Rua 5 de Outubro foi instalada a segunda sede social. Em 1987 instalaram-se no nº 65 da Rua 5 de Outubro, ainda em espaço alugado.

Em virtude do proprietário necessitar do imóvel para outros fins cedeu como contrapartida ao Grupo Columbófilo de Alhos Vedros um edifício em ruínas, na Rua de Damão, que mais tarde seria demolido para edificação da nova sede, onde ainda se encontra até esta data.

Fez-se a obra com os apoios da Câmara Municipal da Moita, com o trabalho dos sócios e com a colaboração de um construtor civil local, António Pimenta, que também é sócio do Grupo. O projecto da sede foi eleborado pelo próprio Grupo. A obra durou dois anos. No fim, ficou uma sede de dois pisos, onde funciona uma sala de direcção, uma sala de encestamento e venda de ração e um bar para convívio dos sócios.

Grupo Columbófilo de Alhos Vedros

dignifica a freguesia e a columbófilia !!!

54º Aniversário e Entrega de Prémios da Campanha Desportiva 2008

O Grupo Columbófilo de Alhos Vedros festejou o seu 54º aniversário e procedeu à entrega de prémios da época desportiva finda, no dia 12 de Julho de 2008, na sua sede social.

A festa começou com uma almoço de confraternização entre os associados e convidados. Seguindo-se a entrega de prémios aos melhores classificados da época desportiva que agora terminou.

Ao que ficámos a saber, esta é uma modalidade desportiva em que os sócios são poucos e as despesas dos columbófilos concorrentes são cada vez mais pesadas. Aliás, este é um desporto dispendioso, porque os atletas (os pombos) são de alta competição e necessitam de ser bem alimentados e bem medicamentados, e as viagens para os concursos são caras.

José Manuel Vaz, presidente da colectividade, disse-nos que “a colectividade vai como os sócios vão querendo, uns anos melhores outros piores, mas vamos equilibrando o trabalho associativo, com a ajudas das autarquias e do comércio local”.

O Grupo Columbófilo de Alhos Vedros tem uma carrinha, uma carrinha já usada, oferecida pela Câmara, que serve para transportar os pombos até ao camião que os leva para os concursos e para os treinos aqui na região. “Mas é uma despesa superior às posses da colectividade, com seguro, manutenção e combustível, só suportada pela publicidade que conseguimos em Alhos Vedros”, desabafa o presidente.

Ao que nos foi dito, este Grupo Columbófilo é o único do distrito que tem uma carrinha (versão já contrariada por diversos columbófilos, já que no Distrito de Setúbal muitas colectividades já têem transporte próprio), todas os outros são apoiados com transporte das respectivas Juntas de Freguesia.

Para a continuação do Grupo Columbófilo de Alhos Vedros é importante que apareça gente mais nova que assegure a necessária renovação, felizmente, o comércio de Alhos Vedros vem ajudando cada vez mais e as autarquias também ajudam. “É com satisfação que vemos, cada vez mais, a nossa colectividade e a columbófilia ser conhecida da população”, diz José Manuel Vaz.

As próximas eleições para os corpos gerentes da colectividade são em Setembro, “esperamos que haja renovação e apareçam sócios disponíveis para continuar o nosso trabalho”, conclui o presidente.

Em representação da Câmara Municipal da Moita, o vereador Miguel Canudo afirmou: “O Grupo Columbófilo de Alhos Vedros tem um valor que lhe advém dos seus 54 anos de existência, constituindo a columbófilia uma actividade desportiva muito importante para os columbófilos da terra, que a desenvolvem num clima de amizade e confraternização, valores que já vão rareando, mas que vale a pena manter no desporto e no associativismo”.

Em representação da Junta de Freguesia de Alhos Vedros, Pedro Levy entregou alguns dos prémios aos concorrentes premiados e felicitou o Grupo Columbófilo pelo seu 54º aniversário.


Classificações Finais

Campeonato Geral
1º Voadores da Caniceira; 2º Fernando Cassiano; 3º Vítor Manuel Almeida; 4º António Augusto; 5º João Manuel Dâmaso
Campeonato de Velocidade
1º António Augusto; 2º Francelino Silva; 3º Voadores da Caniceira
Campeonato de Fundo
1º Voadores da Caniceira; 2º Fernando Cassiano; 3º Vítor Manuel Almeida
Campeonato de Meio-Fundo
1º Vítor Manuel Almeida; 2º José Manuel Vaz; 3º António Augusto
Campeonato de Borrachos
1º Fernando Cassiano; 2º Voadores da Caniceira; 3º Francelino Silva.