Filipe Daniel Pinheiro dos Reis

 HistóriaVisitas: Contador de Visitas 

A minha historia na columbofilia começou mais ou menos nos anos de 1990 /91 teria eu 7 8 anos de idada muito por culpa do meu primo infelizmente ja falecido Delfim Morim um apaixonado por pombos correios e derivado ao seu problema de saude nao podia trabalhar entao passava o seu tempo no pombal como familiar que era e a sua casa era mesmo apegada ha de meu pai eu frcoentava muita a sua casa e comecei a passar algum tempo com ele no pombal ,tempo que foi aumentando juntamente com o gosto que dia apos dia ia sentindo por este maravilhoso animal o pombo correio.

Entao o tempo foi passando e a (doença ) aumentava dia apos dia ate que 1992 depois de tanto chatear e de ver que passava mais tempo em casa do meu primo do que em casa o meu pai tambem ele em outra hora um apaixonado por pombos acabou por ceder aos meus desejos e me ofereceu 1 casal de borrachos ( oferecidos na altura pelo amigo Agustinho de Esposende ) ai sim foi a loucura total em casa e em todos os sentidos !!

Certo dia acordo para dar de comer aos pombos e para minha tristesa que me deparo que um gato os matou ,a tristesa foi total , foi ai entao que meu pai ao ver a tristesa do filho decidiu voltar aos pombos ,contruiu um pombal e decidiu voltar a competir .

Foi ai entao o meu 1 contacto de verdadeiramente com a columbofilia foi ai que comecei a ter a noçao do que era este fantastico desporto , no inicio foi dificil pois as maracoes nao eram as desejadas mas com o passar dos tempos fomos alcançando alguns dos abjectivos embora nunca tenhamos sido campeos tivemos alguns premios de realce numa colectividade forte como a da Povoa de Varzim !

Com o passar dos anos veio a idade dos namoricos e entao comecei a por de parte os pombos foi entao que meu pai se juntou ao nosso primo Ilidio Terroso durante uns 2 ou 3 anos e entao acabou por decidir por termo ha pratica da columofilia em 2005 .

O que e certo e que o bichinho nunca morreu mas sim adormeceu .

No ano de 2011 ja eu casado e com filhos decidi ir tomar um cafe ha colectividade e rever velhos e bons amigos infelizmente ou felizmente era dia de encestamento e aquilo voltou a mexer forte comigo e me fez reviver aquele tempo de menino e as alegrias que os pombos me tinham dado ,foi entao que decidi construir o meu pombal !

Fui falar com alguns amigos que se disponiblizaram logo em me ajudar o caso do grande amigo Jose Cadilhe ,Vasco Agonia ,Pedro Lourenço (Ilidio & Pedro ),Agostinho (Os SIlvas) e o amigo Baldemero Zeferino que disponiblizaram alguns dos seu pombos  reprodutores e a me ilucidar em tudo o que diz respeito ha columbofilia  sem falar como e logico de meu pai meu mentor amigo conselheiro meu braço direito e esquerdo no que diz repeito aos pombos e em tudo na vida !!!!

Ai a loucura foi aumentando como tinha estado distante durante algum tempo nao tinha a noçao que este desporto tinha mudado tanto e nao tinha a noçao de quem ganhava ou nao das linhas de pombos ganhadores e o principal como os manter saudaveis !!!

Entao conheci o amigo Ricardo Ferreira  e o Pedro Simao eles que tambem me deram uma ajuda nesse campo !

Desde ai ate agora nunca mais parei com os pombos por vezes ate cometendo algumas loucuras por causa deles o que e certo e que o meu amor por esta ave e por este desporto aumenta dia apos dia e embora devido ha minha profissao (motorista de longo curso ) nao possa concursar nao consigo abdicar de ter os pombos presentes na minha vida