NotíciasVisitas: Contador de Visitas 
É preciso ler o que não nos é dito ! 01-04-2016

Dia 31 de Março quase todas as Associações "acordam" e começam a verificar que as condições meteorológicas para o fim de semana ( principalmente no domingo ) são más para os pombos e como tal há necessidade de fazer algo .Achei que esta postura era altamente positiva porque era sinal que as pessoas estão nos pombos para os defenderem . As previsões já estavam em diversos sites desde 2º/ 3º feira a dar este cenário.

Algumas delas ( muito poucas ) já tinham verificado isto no dia anterior e as denominadas de norte tentavam realizar as soltas no sul do país ao sábado. As Associações da parte sul ,excepção pela positiva de Portalegre que também já na 4ª feira adivinhava o que vinha e  tentava alteração .

As outras a pouco e pouco e principalmente com a previsão do capitão Garrido de 5ª feira , são também forçadas a ponderar e a fazer comunicados em que uma ou duas,  Lisboa e Santarém ( este distrito era nosso vizinho de solta) vão decidir do cancelamento hoje . Setubal já resolveu por anulação de prova e Évora ( não esperando eu algo de diferente) nenhum comunicado tinha feito.

As previsões do capitão Garrido para Madridejos  ( e temos de ler o quadro todo ) são as  seguintes para o domingo:

          - á partida céu encoberto com vento de sul rodando para sudoeste ( é bom lembrar que estamos como quase sempre a soltar a leste ) com uma velocidade de 18km/h e com rajadas que podem atingir os 30 Km/h.

          - aos 100 km, continuamos com vento de sul com velocidades de 19 km/h e com rajadas que podem atingir os 40 Km/h.

          - aos 20 km ventos de sudoeste com velocidades de 27 km/h e com rajadas de 28 km/h.

          - a possibilidade de precipitação existe a partir da casa dos 100 km e nalguns pontos chega a atingir os 7 a 8 mm. Nesta situação temos pelo menos 300km com chuva. 

 Ou seja ( se for esta a previsão e ela já foi alterada pelo capitão de 4º feira para 5º e no sentido negativo ) estão criadas todas as condições para imensas dificuldades aos pombos e neste caso acho extremamente inteligente e lúcido que as diversas entidades que comandam as soltas estejam a pugnar pela defesa dos pombos . Também não faz sentido na época das comunicações em que todos vivemos que seja necessário ter de ir ao local da prova ( como nos anos 60 e 70 do século passado ) para comprovar as condições meteorológicas. 

Este facto de que os nossos vizinhos espanhóis criaram com a não autorização de mudança de locais de solta nem quando as condições atmosféricas são adversas obriga e vai-nos obrigar a refletir e a ponderar a estruturação da campanha. Já este ano isso devia ter acontecido.Porque com esta medida os nossos hermanos disseram-nos simplesmente " certo vamos comer a Paella em Valencia del Cid mas reduzam ao máximo as vossas soltas no nosso país! Ou por outra linguagem desapareçam daqui.

As associações e federação não quiserem ler estes sinais ou se os leram nada fizeram para os corrigir e fizeram os calendários como se tudo fosse igual e o São Pedro até nos podia ajudar..... O problema pode vir a colocar-se se surgirem 3 ou 4 fins de semena como este?

No caso do meu distrito e na minha opinião pessoal ( apesar de eu ser contra ) temos de ter alternativas de realização de soltas em território português . Já o ano passado aqui defendi que não entendia a obsessão sempre pelo leste e de preferencia um leste até com laivos de sudeste porquê ? Para dar linha e ganharmos os Valencias ....

Defendo e sempre defendi calendários de Espanha da linha leste mas sempre enquadrados com Nordeste. Mas por favor Com Valadolid .... nem quero comentar , um dia com vagar tento escrever como podem sair os pombos de Valodolid.

Agora neste cenário custa a uns ou outros, defendam-se ou não posiçoes pessoais ( não é o meu caso que nada ganho) temos de arranjar mecanismos alternativos a esta posição dos nossos vizinhos eesta passa pelo nosso território.