NotíciasVisitas: Contador de Visitas 
2016 ( apenas e só uma visão ) 29-06-2016

Chegámos e já com algum cansaço ao fim . . .

Este ano e tendo por base as condicionantes meteorológicas tivemos toda uma campanha longe dos calores normais desta peninsula e deste país . Os meses de Maio e Junho, foram dos mais frescos, em termos médios dos últimos anos o que veio facilitar a tarefa dos pombos e dos columbófilos e teve resultados positivos porque originou perdas muito pouco significativas.

Até os "Valencias del Cid" foram completamente diferentes do ano anterior . Mas entendo que estas duas provas provas devem merecer uma análise mais profundo sobre a sua génese e condicionantes e espero fazê-lo num destes dias em que, o calor do Verão aperte, e seja convidativo pensar um pouco em voz alta sobre esta realização que é agora o "ex. libres " da Columbofilia Portuguesa.

Uma campanha que decorreu dentro da normalidade e num distrito denominado dos pequenos nem sequer o efeito das limitações nos pombos se fez sentir. O contrário já não podem dizer as " grandes " associações porque tiveram avultadas perdas financeiras . Basta ler diversas opiniões de alguns dirigentes ( ma Net ou no Jornal Mundo Columbófilo) para ver que essa realidade se verificou e foi algo de negativo para os mesmos . Penso que os distritos mais pequenos atingimos com a diminuição de columbófilos o limiar duma realidade que não a vamos alterar nem mudar porque ela é já congénita e estamos, na minha opinião, numa base de estarmos nos pombos os que gostamos mesmo, e muito, deste desporto.

Em termos globais tivemos apenas duas provas com problemas meteorológicos mas onde os avisos dos entendidos nas matérias foram chegando e surtindo algum efeito ( custaram a fazer efeito mas...). Uma prova não foi realizada e na minha opinião muito bem . Outra de fundo e neste caso, era a maior que o distrito realizava, e a única de uma linha Nordeste foi reduzida em cerca de 150 Km e foi também benéfico para pombos e columbófilos. Estão nestas duas posições, de parabéns os dirigentes a quem cabe a responsabilidade de coordenação e realização  das mesmas .

Como columbófilo não posso deixar de manifestar aquilo que venho escrevendo de há dois anos para cá. Sei perfeitamente que não sou ,nem quero ser dirigente, em qualquer nível ,por outro lado não quero ter qualquer protagonismo ,  mas entendo que posso manifestar total discordância com os calendários que tem sido praticados . Sempre. sempre a mesma linha Siruela/ C. Real / Valencia del Cid, tudo gira neste sentido e nalgumas vezes puxa-se um pouco mais para baixo.

Não consigo entender o porquê ?

Sabemos todos que neste distrito o calendário há mais de quarenta anos que é sempre aprovado em Assembleia Geral . É um factor positivo e de enorme responsabilidade democrática mas mesmo em democracia podemos e devemos questionar quando nos parece que há algo que está errado ou melhor não está muito correcto. É responsabilidade da Assembleia Geral por isso mesmo é importante que os delegados que os aprovam o façam tentando criar equilibrios no distrito.

Se realizamos dezoito provas qual a razão para não podermos realizar nove na linha que referi e outras nove na linha de Navalmoral/ Madrid/ Saraçoca ? Até a nível de estradas esta linha tem as melhores de Espanha....

Não há nem nunca conseguimos fazer equilibrios num distrito , mas podemos atenuar as desigualdades. Os vencedores são sempre os que tem maior mérito. Mas condicionar toda uma campanha a uma mesma linha de voo e ainda num ano em que das dezoito provas 13/ 14 tivemos ventos de Noroeste é um pouco azar.... 

Espero que não me digam que a linha de Valencia é a mesma de Saragoça/ Lérida . Basta analisar num mapa para verificarmos que o angulo de diferença entre as duas linhas entre estas duas cidades de Espanha dá cerca de 250 Km de diferença.

É apenas e só uma mera opinião de alguém que está nos pombos com gosto, e acima, de tudo que gosta de se interrogar ....