NotíciasVisitas: Contador de Visitas 
Eleições em Évora ...( quem ganhou ? perdemos todos.... 23-01-2018

Hoje dia 23 de Janeiro é para mim um dia triste porque ontem  a lista que eu tinha elaborado (**e que até ganhava as eleições **) foi em plena Assembleia Geral do Distrito considerada ilegal e retirada porque não tinha os nomes exigidos para o Conselho de Standard. ( isto no dia das eleições )

Nota** ( dia 24 /O1) fui há pouco informado que tinha errado ,porque em termos reais era vencedora a lista A porque a Corvalense não podia ter  o seu delegado a votar por ilegalidade concerteza na credencial e quando me informaram da saída dos nossos apoiantes estava lá o corval e este não contava. Segundo me informaram os votos em disputa eram 35 e a lista A teve 19. Era portanto a vencedora e eu peço desculpa a todos os que induzi em erro . Só estive na Assembleia 5 minutos porque era assistir a algo que eu nunca pensei que acontecesse no meu distrito e desta forma e como tal sai antes dos apoiantes da minha lista sairem . Continua a dizer que PERDEMOS TODOS

Dos vários culpados sou eu um deles porque me meti a querer resolver um problema do distrito e acabei por levar nas orelhas uma hora antes da votação e ao telemóvel . Mas sempre pensei ,que numa viagem de Estremoz para Évora o Exmo Senhor Presidente da Assembleia Geral ,reconhecesse que tinha em todo o processo mais culpas que eu e corrigisse a ideia que tinha em mente ( tal como me disse que o ia fazer).

Fui eu que elaborei a lista e na parte do conselho de standard como há taõ poucos Juizes no distrito entendi não me servir de columbófilos em termos vulgares porque me parecia que poderia se eleito este orgão á parte. Tudo isso estava explicado na lista e o próprio presidente da Assembleia Geral  em despacho de 15 de Janeiro de 2018 dá cobertura ao caso assinando a própria lista e dizendo que todo o processo de candidatura está em conformidade com os estatutos. 

 Senhor Presidente nunca a poderia juridicamente agora e hoje afastar. O senhor armou-se em advogado do diabo.

A ilegalidade depois do despacho de entrada era agora sua e da sua responsabilidade . Só lhe restava uma saída que e o senhor e seus companheiros não  quiseram  o anular do acto e nova marcação de eleições . O seu despacho tornou o acto legal. ( Pergunte ao tal juridico que o senhor consultou)

 Vejo que houve má fé na decisão tomada ,  pelos  menbros da Mesa da Assembleia Geral ou apenas pelo ExmSr presidente porque se havia ilegalidades elas deviam de ter sido ditas no acto da entrega das mesmas e nunca por um telefonema de um advogado no dia das eleições . A isto eu só posso chamar má fé!( porque não quero utilizar aqui outros adjectivos) 

Tudo o que tinham duvidas deveriam ter sido perguntadas a quem de direito dias antes dos prazos terem todos terminados.

 O próprio calendário eleitoral está agora e perante este facto, ilegal ,porque se são necessários dias para verificação da legalidade ou ilegalidade das listas esses prazos tem de estar considerados no calendário eleitoral e não o foram . Mas como todos se queriam ver livres disto e na opinião de alguns directores era necessário afastar a lista B.

O senhor presidente da Assembleia Geral depois de dar um despacho positivo não pode no dia das eleições ( 7 dias depois) lembrar-se de proibir uma lista de concorrer.

O senhor presidente da direcção sabia do que ia acontecer? è porque ele fez o elogio do aparecimento das duas listas. Mas que falta de bom senso isto não revela ? É demonstrativo de uma não preparação dos actos.

Há uma situação caricata . Diz nos estatutos que as listas devem apresentar um programa onde se propõe algumas ideias / objectivos/ estratégias para elaborarem ao longo do mandato.

Na lista A alguém me consegue dizer alguma ?

A lista A apresentou um documento completamente inválido/nulo porque de programa não tem nada mas, nenhum director viu isso nem, o funcionário da Associção reparou no caso nem, mereceu esse lapso, um pedido de parecer  Juridico que ninguem viu.... (o tal pedido a um juridico.......).

Senhor Presidente da Assembleia Geral errou redondamente. Não teve respeito nem consideração  pelos columbófilos do distrito e ainda mais pelos que iam mandatados para votar na lista B. ( a tal que os senhores não queriam .....). O senhor apenas com a sua decisão só fez o prolongamento do processo porque não podemos assistir impávidos e serenos a um conjunto de ilegalidades que primeiro o senhor não vê e depois subscreve que está tudo conforme a lei.

No dia das eleições o senhor só tem de as realizar. A existência de ilegalidades ou não nesta data é com as listas.....

A unica ideia do programa da lista A  é melhorar o jantar da entrega de prémios ( já se faz há 30 anos e que foi ideia do Luis Pepe. São tambem  a juventude e o futuro da columbofilia do distrito. Se são o futuro é um futuro triste não tendo uma única ideia para aplicar é muito pior que a velhice.  

Só me senti bem porque vi mais uma vez a sala com todas as colectividades representadas. Isto só tem sido possivel em 3 eleições que disputei ( esta não a disputei fui posto na rua e com um reparo de não saber ler.....)

Foi uma Fraude e das grandes .

     O 1º responsável eu próprio pedindo já desculpa a todos os apoiantes da lista e aos que em nós votavam. Mas a partir da data da entrega da lista e do parecer que foi escrito pelo senhor Presidente Da Assembleia  as culpas em tudo o que há já me ultrapassaram , eu não tenho nenhum culpa da sua não preparação....

     2º responsável toda Associação e nomeadamente o Presidente da Assembleia Geral que não pode dar um despacho favoravel e depois ir perguntar.....Foi desculpe que lhe diga uma saida em enorme trapalhada e os seus ajudantes e mentores também estão nesse barco

     o 3º responsavel a Mesa da Assembleia Geral, que não  estava presente , estando o senhor Presidente da Assembleia acompanhado pelo Presidente da Direcção e pelo funcionário da Associação ( outra ilegalidade , ou não deram por ela ? )

O que nos reserva o futuro ... eu próprio não sei ! Dificilmente aceito actos ilegais e quando apresentam então, má fé vou até onde puder.....